01:09 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Na noite que dividiu o sábado (22) do domingo (23), encerrou-se o desfile da Série A no sambódromo do Rio de Janeiro.

    Um dos destaques da noite foi a homenagem à jogadora de futebol da seleção brasileira, Marta. Considerada a melhor jogadora brasileira de todos os tempos, a atleta foi homenageada pela Inocentes de Belford Roxo no samba-enredo "Marta do Brasil – Chorar no começo para sorrir no fim", contando a história da jogadora.

    Já a Acadêmicos do Sossego desfilou uma homenagem ao Maracatu, celebrando as raízes sagradas do ritmo pernambucano, como na comissão de frente que retratou Olokun, o senhor dos mares. Ao longo do desfile houve muitas cores e referências ao estado nordestino.

    Passista da Unidos de Padre Miguel no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.
    © Sputnik / Paula Magalhães
    Passista da Unidos de Padre Miguel no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.

    A escola de samba Unidos de Bangu trouxe a história da escravidão negra no Brasil e também a força da resistência do povo negro no país. A escola mostrou reis e rainhas que se tornaram escravos no Brasil e teve alguns problemas na avenida, mas encerrou o desfile dentro do tempo previsto.

    A Acadêmicos de Santa Cruz trouxe à Sapucaí uma homenagem ao município cearense de Cariri, mostrando as lendas e mitos locais.

    Passista da escola Imperatriz Leopoldinense no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.
    © Sputnik / Paula Magalhães
    Passista da escola Imperatriz Leopoldinense no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.

    A Imperatriz Leopoldinense foi à Sapucaí com o samba-enredo "Só dá Lalá", em homenagem ao compositor Lartine Babo, autor de diversos hinos dos grandes clubes de futebol do Rio de Janeiro.

    A capoeira foi o tema do samba-enredo "Ginga" da Unidos de Padre Miguel, que lembrou as raízes africanas da luta e sua relação com a dança.

    A escola Império da Tijuca embalou seu samba com o tema da educação e sua importância. Durante o desfile, a escola também homenageou Evando dos Santos, conhecido como Carteiro Literário. O morador da Vila da Penha recolheu 55 mil livros do lixo e abriu uma biblioteca comunitária.

    Passista da escola Inocentes de Belford Roxo no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.
    © Sputnik / Paula Magalhães
    Passista da escola Inocentes de Belford Roxo no 2ª dia de desfiles da Série A no Rio de Janeiro.

    Com os desfiles da Série A encerrados, a Sapucaí recebe neste domingo (23) e na segunda-feira (24) as escolas do Grupo Especial para completar o carnaval do sambódromo. Os desfile deste domingo contará com as escolas Estácio, Viradouro, Mangueira, Tuiuti, Grande Rio, Ilha e Portela.

    Mais:

    Assim foi 1º dia de desfiles grandiosos de 2020 na Sapucaí
    Sátira política e homenagens históricas marcam 1ª noite de desfiles na Sapucaí
    Quem tem medo do coronavírus no carnaval? (VÍDEO)
    As belas imagens do 2º dia de espetáculo no sambódromo do Rio de Janeiro
    Tags:
    Rio de Janeiro, Carnaval, Marta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar