15:48 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    85211
    Nos siga no

    O senador Cid Gomes (PDT-CE) levou um tiro no peito, nesta quarta-feira, ao tentar furar um bloqueio feito por policiais militares que protestavam em uma rua do Centro de Sobral, no Ceará.

    Segundo a imprensa local, o parlamentar teria chegado a um quartel da cidade, durante uma paralisação de agentes do setor de segurança pública, sobre uma retroescavadeira, tentando entrar no local. No meio do tumulto, tiros foram disparados e um deles acabou acertando o senador. 

    ​De acordo com informações do Diário do Nordeste, o político foi levado para o Hospital do Coração de Sobral, mas ainda não há detalhes sobre seu estado de saúde. Embora alguns órgãos de imprensa afirmem que o projétil — ou projéteis — que atingiu o político seria uma bala de borracha, fontes próximas a ele, citadas pela GloboNews, dizem que o tiro teria sido disparado por uma arma de fogo

    ​Mais cedo, o político, que já foi governador do Ceará, divulgou um vídeo em suas redes sociais afirmando que estava a caminho da cidade para ajudar a encontrar uma estratégia de paz para a cidade, onde pelo menos 240 agentes da Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) aderiram à paralisação. 

    Além de Sobral, ao menos outras sete cidades cearenses tiveram paralisação de policiais, que exigem aumentos salariais. Mais de 260 agentes estão sendo investigados por crimes relacionados a essa paralisação e a danos cometidos em viaturas.

    No início desta tarde, o governador Camilo Santana anunciou que já entrou em contato com o governo federal para solicitar o apoio de tropas federais para "garantir a segurança da população", informa o Diário do Nordeste.

    Mais:

    Número de presos por ataques no Ceará sobe para 399
    'Humor' das facções criminosas será o termômetro da violência no Ceará, diz especialista
    Polícia Federal inicia buscas e cumpre mandados de prisão a envolvidos em ataques no Ceará
    Tags:
    aumento salarial, salário, político, senador, segurança, Polícia, Polícia Militar, arma de fogo, manifestação, paralisação, protestos, tiroteio, tiros, PDT, Ciro Gomes, Cid Gomes, Ceará
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar