15:14 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    688
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta terça-feira (18) a atuação do ministro da Economia, Paulo Guedes, e afirmou que, mesmo com "alguns problemas pontuais como todos nós temos", ele fica no governo até o último dia.

    A declaração do presidente foi dada durante uma cerimônia no Palácio do Planalto.

    "Se Paulo Guedes tem alguns problemas pontuais como todos nós temos, e ele sofre ataques, é muito mais pela sua competência do que [por] possíveis pequenos deslizes. E eu já cometi muitos, muitos no passado", disse Bolsonaro, citado pela agência Reuters.

    Bolsonaro participou nesta terça-feira da solenidade de transmissão de cargo do novo ministro da Casa Civil, general Walter Braga Netto, que ocupará a pasta outrora comandada por Onyx Lorenzoni, agora ministro da Cidadania.

    "O Paulo Guedes não pediu para sair. Aliás, eu tenho certeza que, assim como ele é um dos poucos que eu conheci antes das eleições, ele vai continuar conosco até o nosso último dia", completou o presidente.

    O ministro da Economia recentemente se envolveu em algumas polêmicas quando chamou servidores públicos de "parasitas" e afirmou que as empregadas domésticas "estavam indo muito para a Disney" quando o dólar estava em baixa.

    Mais:

    Bolsonaro indica general responsável pela intervenção no RJ para comandar Casa Civil, diz jornal
    Alta do dólar se deve principalmente à taxa de juros e ao coronavírus, diz economista
    Davos: Guedes pergunta se brasileiros querem 'continuar sendo 200 milhões de trouxas'
    Substituindo Bolsonaro, Paulo Guedes também se envolve em polêmica em Davos
    Guedes defende criação de 'imposto do pecado'
    Tags:
    economia, Dólar, Brasil, Ministério da Economia do Brasil, Paulo Guedes, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar