08:26 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    248
    Nos siga no

    O secretário de Energia dos EUA, Dan Brouillette, disse no domingo que o governo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro está demonstrando seu compromisso com a luta contra as mudanças climáticas, promovendo a energia nuclear.

    Bolsonaro, um cético climático, tem sido criticado internacionalmente por se comprometer a abrir a vital floresta tropical da Amazônia para o desenvolvimento e o agronegócio e fazer grandes mudanças na política ambiental do país sul-americano.

    No domingo, Bolsonaro recebeu um raro apoio ambiental durante uma visita de uma delegação dos EUA para discutir a colaboração sobre energia nuclear, entre outras coisas.

    "Acho que o compromisso do Brasil [de combater as mudanças climáticas] foi demonstrado por essas conversas em torno da energia nuclear", declarou Brouillette em entrevista à mídia local e internacional.

    Nesta segunda-feira, a Eletronuclear do Brasil assinará uma carta de intenções com a Westinghouse, com sede nos EUA, para prolongar a vida útil da usina nuclear de Angra I, localizada próxima à cidade do Rio de Janeiro.

    "Demonstramos através do uso de uma política energética muito diversificada que você pode aumentar sua economia e reduzir as emissões de carbono ao mesmo tempo", prosseguiu o secretário de energia dos EUA.

    "Isso é algo que acho que o Brasil também está interessado em fazer", concluiu.

    Mais:

    'Brasil deve fazer mais': seria Angra 3 necessária para futuro sustentável do país?
    Brasil deve definir até fim do ano modelo de negócios para Angra 3, diz estatal russa
    Rússia será fundamental para Angra 3 e mineração de urânio, diz Onyx Lorenzoni
    Tags:
    relações bilaterais, Angra 1, Eletronuclear, Floresta Amazônica, Amazônia, Dan Brouillette, Jair Bolsonaro, clima, meio ambiente, mudança climática, energia, energia nuclear, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar