04:29 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    213
    Nos siga no

    A área com alertas de desmatamento na Amazônia Legal em 2019 aumentou 85,3% em relação ao ano anterior, segundo dados do sistema Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

    Os números mostram que, de janeiro a dezembro do ano passado, a área com alertas foi de 9.165,6 km², enquanto em 2018 esse índice foi de 4.946,37 km². Trata-se da maior área nos últimos cinco anos. 

    O Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) emite alertas diários de desmatamento e serve para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) planejar suas fiscalizações. 

    Os estados da Amazônia Legal com o maior número de registros de alerta em 2019 foram Pará, Mato Grosso, Amazonas e Rondônia. 

    Aumento de 30% no desmatamento

    Em novembro do ano passado, dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), também do Inpe, mostraram que houve um aumento de 29,5% no desmatamento da Amazônia entre agosto de 2018 e julho de 2019 em relação ao mesmo período de um ano antes. 

    A série com dados oficiais de desmatamento da Amazônia dos últimos três anos vem confirmando os alertas preliminares de áreas com sinais de devastação na floresta. 

    Foram as divulgações desses alertas que levaram, no ano passado, à exoneração do então diretor do INPE, Ricardo Galvão. 

    A questão do desmatamento e dos incêndios na Amazônia se tornou um problema diplomático para o governo de Jair Bolsonaro, que passou a enfrentar criticas de vários países e organizações mundiais em relação a sua política ambiental. 

    Recentemente, o governo brasileiro revelou que está avançando nos planos de permitir a mineração em terras indígenas. A medida, segundo ambientalistas, vai aumentar ainda mais o desmatamento.

    Mais:

    Bolsonaro acusa Leonardo DiCaprio de atear fogo na Amazônia e gera reação incendiária na Internet
    COP 25: atrás de US$ 50 bi para Amazônia, Brasil atrairá recursos se aceitar dialogar, diz analista
    Governadores da região amazônica constroem elo com a França sem atuação de Bolsonaro
    Tags:
    biodiversidade, meio ambiente, queimadas, floresta, INPE, governo, Jair Bolsonaro, incêndios, desmatamento, Amazônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar