16:42 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    3393
    Nos siga no

    O navio Admiral Vladimirsky, da Marinha russa, que realiza uma expedição de volta ao mundo organizada pelo comando-geral da Marinha, está fazendo uma escala no Rio de Janeiro, de acordo com o porta-voz desta entidade, Igor Dygalo, acrescentando ele que a embarcação permanecerá no porto brasileiro até 14 de janeiro.

    O coordenador desta expedição e chefe do departamento de navegação e oceanografia do Ministério da Defesa da Rússia, Oleg Osipov, explicou em entrevista à Sputnik por que foi escolhido o porto do Rio de Janeiro para fazer esta escala e quais os objetivos da expedição.

    "Por que motivo atracamos no Rio, é porque a nossa expedição é dedicada aos 200 anos da descoberta da Antártica e à viagem dos nossos notáveis navegadores Bellingshausen e Lazarev, tal como decorreu, nós repetimos parcialmente o percurso deles e o Rio também fez parte do seu percurso, eles atracaram aqui, ou seja é uma homenagem a esses navegadores", disse Osipov.
    O Admiral Vladimirsky no porto do Rio de Janeiro
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    O Admiral Vladimirsky no porto do Rio de Janeiro

    Falando dos objetivos da missão, o coordenador da expedição disse que o oceano é muito vasto e existem zonas que não estão sob a jurisdição de nenhum Estado, especificamente a Antártica é um continente que não pertence a ninguém, mas o oceano precisa ser estudado e por isso os membros da União Geográfica Internacional assumiram o compromisso de realizar pesquisas, inclusive na Antártica.

    Todos os mares que rodeiam o continente estão divididos em zonas para as cartas náuticas. Pela reedição e atualização destas cartas e pela pesquisa destas regiões é responsvel um determinado país, a Rússia tem o compromisso de editar cartas marítimas de determinadas zonas.

    Tripulantes do navio Admiral Vladimirsky durante a sua chegada ao porto do Rio de Janeiro
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Tripulantes do navio Admiral Vladimirsky durante a sua chegada ao porto do Rio de Janeiro

    A rota está planejada de modo a que na data em que se assinala a descoberta da Antártica, em 28 de janeiro, o navio Admiral Vladimirsky e a embarcação Amber cheguem à base antártica russa de Bellingshausen para os eventos comemorativos. Está previsto que a expedição decorra até junho de 2020.

    Mais:

    500 anos depois e com parada no Rio, navio português refaz volta ao mundo de Fernão de Magalhães
    Veleiros russos Sedov e Kruzenshtern zarpam rumo às Canárias (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Brasil, Rio de Janeiro, Almirante Vladimirsky, navio de pesquisa, Ministério da Defesa Russo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar