14:56 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    43796
    Nos siga no

    O Irã convocou a encarregada de negócios da embaixada do Brasil no país, Maria Cristina Lopes, para prestar esclarecimentos a respeito da nota do Itamaraty sobre a morte do general Qassem Soleimani.

    No texto publicado na última sexta-feira (3), o Ministério de Relações Exteriores do Brasil disse que "manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo". As informações sobre a convocação da funcionária do Itamaraty foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

    "Ao tomar conhecimento das ações conduzidas pelos EUA nos últimos dias no Iraque, o Governo brasileiro manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo e reitera que essa luta requer a cooperação de toda a comunidade internacional sem que se busque qualquer justificativa ou relativização para o terrorismo", diz a nota.

    No texto, o governo brasileiro diz que também está pronto para somar esforços na "luta contra o terrorismo".

    "O Brasil está igualmente pronto a participar de esforços internacionais que contribuam para evitar uma escalada de conflitos neste momento", escreveu o Itamaraty.

    Nesta segunda-feira (6), o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse que pode não ir ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, por conta da crise envolvendo o Irã e os Estados Unidos.

    Mais:

    Por questões de segurança, Bolsonaro pode não ir a Davos
    Aliados dos EUA foram mais 'prudentes' que Brasil em seu alinhamento com Washington, diz analista
    Em nota sobre crise EUA-Irã, Itamaraty manifesta apoio 'à luta contra o terrorismo'
    Tags:
    Brasil, nota, Itamaraty, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar