18:00 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    9411
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que um trabalho político e de opinião pública deverá ser realizado para discutir Fundo Eleitoral aprovado pelo Congresso.

    Antes de decidir sobre veto ou não do Fundo Eleitoral, é preciso preparar a opinião pública para a decisão, disse Jair Bolsonaro nesta quinta-feira, informou a Agência Brasil.

    Em dezembro, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento para 2020 com a previsão de R$ 2 bilhões para o Fundo Eleitoral. Cabe agora ao presidente da República aprovar ou vetar o texto.

    "O veto ou a sanção é uma obediência à lei. Se você ler o Artigo 85 da Constituição, vai ver que, se não respeitar a lei, estou em curso de crime de responsabilidade. O que posso dizer é isso. A conclusão agora é de vocês. Porque é o seguinte: temos de preparar a opinião pública. Caso contrário, vocês me massacram, arrebentam comigo", declarou Bolsonaro nesta quinta-feira ao deixar o Palácio da Alvorada.

    Bolsonaro aproveitou para comentar a medida provisória que contempla o aumento do salário mínimo, que subirá de R$ 998 para R$ 1039.

    "Eu queria que botassem R$ 10 mil por mês, mas tem de saber de onde vai vir o dinheiro", brincou o presidente. O reajuste "foi acima do que seria se a lei do PT estivesse em vigor", arrematou o político.

    O novo salário mínimo corresponde ao reajuste da inflação do ano, que encerrou 2019 em 4,1%, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Tags:
    fundo eleitoral, Congresso, Brasil, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar