08:09 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    3120
    Nos siga no

    A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou nesta segunda-feira (16), por unanimidade, os ex-diretores da Área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada.

    Os processos foram instaurados para apurar a responsabilidade da diretoria da empresa e do ex-presidente José Sérgio Gabrielli de Azevedo na contratação da construção dos navios-sondas Petrobras 10.000, Vitória 10.000, Pride DS-5 e Titanium Explorer.

    O colegiado da CVM condenou Cerveró a pagar multa no valor total de R$ 1,2 milhão e não poderá exercer o cargo de administrador ou de conselheiro fiscal de companhia aberta pelo prazo de 15 anos, segundo a Folha de S.Paulo.

    Zelada foi condenado pela CVM à inabilitação temporária pelo prazo de 18 anos para o exercício do cargo de administrador ou de conselheiro fiscal de companhia aberta e terá de pagar multa no valor de R$ 500 mil.

    Cerveró e Zelada vão poder recorrer da decisão no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional.

    Os processos tiveram origem a partir do inquérito quer apurava possíveis irregularidades no processo de aquisição da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

    Tags:
    Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Jorge Zelada, Nestor Cerveró, Petrobras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar