18:01 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    422
    Nos siga no

    Em apresentação ao presidente Jair Bolsonaro realizada nesta segunda-feira (9), a diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura colocou em dúvida as mudanças climáticas.

    O evento aconteceu no Palácio do Planalto. Segundo a dirigente, muitos pesquisadores de credibilidade dizem que o fenômeno, apontado como real pela grande maioria da comunidade científica, não existe.  

    Crespolini, no entanto, afirmou que os negacionistas do aquecimento global não tem visibilidade junto ao público, enquanto os ambientalistas que alertam para as mudanças climáticas recebem muita atenção. 

    "E aí, presidente, mudanças climáticas existem? Acho que a gente está assim, em uma discussão radinho de pilha. Tem muito pesquisador bom, de credibilidade, que mostra que não existe. Mas o barulho que a opinião pública e alguns jornalistas estão fazendo é quase um Rock in Rio", disse Crespolini, segundo matéria publicada pelo jornal O Globo. 

    A apresentação da diretora foi introduzida pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Também estavam presentes os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Ciência e Tencologia, Marcos Pontes.

    Funcionária disse que era pecuarista em Mato Grosso

    Crespolini falou sobre sistemas produtivos no país. Ela disse que o agronegócio brasileiro "é o mais sustentável no mundo". Por mais de uma vez durante a apresentação, a dirigente disse que era pecuarista em Mato Grosso. 

    A diretora da pasta afirmou ainda que mesmo para quem acredita nas mudanças climáticas, o governo tem um desempenho positivo. 

    "Aí eu coloquei uma reflexão: se elas existem ou não, presidente, nós temos resultados para quem acredita. Então, o Brasil tem a solução para isso. Absorção de gases de efeito estufa dessa tecnologia, presidente, é só o benefício. O objetivo do Ministério da Agricultura é produzir mais alimentos, mais baratos e com mais renda para o produtor", afirmou. 

    A apresentação ocorre no mesmo momento que está sendo realizada em Madri a 25º Conferência do Clima (COP 25) da ONU, justamente para debater as mudanças climáticas e maneiras de frear o aquecimento global.

    Mais:

    Raiz do aquecimento global: gelo da Groenlândia está desaparecendo rapidamente
    Aos 81, Jane Fonda é presa em protesto contra aquecimento global
    Fóssil de macaco poderá mostrar como sobreviver ao aquecimento global
    Tags:
    sustentabilidade, agricultura, clima, mudanças climáticas, Aquecimento global, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar