17:11 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    766
    Nos siga no

    Os países desenvolvidos não devem criticar o Brasil por sua gestão dos incêndios na Amazônia porque enriqueceram destruindo o meio ambiente, avalia o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles.

    Em Madri, Espanha, para participar da Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP 25, Salles conversou com a Sky News.

    "Não é bom apontar o dedo para os países ou dizer ao Brasil que você está se saindo mal, já que outros países estavam se saindo mal no passado", disse o ministro. "Em termos de obrigação moral, acreditamos que os países ricos são ricos porque destruíram o meio ambiente e também destruíram o meio ambiente por causa dos processos industriais, eles têm essa obrigação moral de apoiar os países em desenvolvimento."

    Salles já afirmou que pretende coletar recursos estrangeiros para a preservação ambiental durante a cúpula climática. No Twitter, o ministro afirmou buscar em Madri "o recebimento dos recursos prometidos".

    Também na entrevista a Sky News, Salles afirmou que "a pobreza é o maior inimigo de medidas ambientais e da preservação".

    O Brasil era um dos candidatos a receber a COP 25, que agora acontece em Madri, mas retirou sua candidatura alegando restrições orçamentárias.

    A repercussão internacional do aumento dos incêndios na Amazônia fez com que o presidente francês, Emmanuel Macron, colocasse em xeque o acordo comercial entre União Europeia e Mercosul. O fundo de investimento Nordea Asset Management, que controla R$ 933 bilhões, também decidiu colocar em quarentena os investimentos no Brasil por conta de riscos econômicos e ambientais criados pelos incêndios amazônicos. 

    Mais:

    Bolsonaro acusa Leonardo DiCaprio de atear fogo na Amazônia e gera reação incendiária na Internet
    COP 25: atrás de US$ 50 bi para Amazônia, Brasil atrairá recursos se aceitar dialogar, diz analista
    Brasil estaria sendo boicotado por investidores devido ao desmatamento da Amazônia
    Salles diz que cobrará de países ricos compensação financeira por preservação ambiental
    Justiça autoriza quebra de sigilo bancário e fiscal de Ricardo Salles
    Tags:
    Ricardo Salles, Amazônia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar