18:36 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participa da 11ª Cúpula do BRICS

    Bolsonaro diz que alta do dólar tem 'prós e contras'

    © REUTERS / Pavel Golovkin
    Brasil
    URL curta
    13810
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (26) que a alta do dólar tem "prós e contras", mas afirmou que torce para que a cotação da moeda norte-americana tenha uma queda.

    O dólar registrou um novo recorde nesta terça-feira, chegando a superar a cotação de R$ 4,25.

    Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em entrevista em Washington que não está preocupado com a alta do dólar, que já havia registrado a cotação de R$ 4,21.

    "Vi e ouvi. Se ele falou, está falado. Espero que caia, torço, assim como torço que caia a taxa Selic. Torço que aumente nossa credibilidade junto ao mundo. Agora, a economia, como eu disse, eu sou o técnico de futebol, quem entra em campo são os 22 ministros", disse Bolsonaro ao comentar a declaração de Guedes.

    "O Paulo Guedes está jogando na economia. Se você for analisar na ponta da linha, tem vantagens pró e contra no dólar a R$ 4,21, como está agora", acrescentou o presidente.

    ​O ministro da Economia havia declarado que a alta do dólar é "absolutamente compreensível". "O juro baixou, está em 5%. Quando tem política fiscal mais forte e juro mais baixo, o câmbio de equilíbrio é mais alto. O Brasil é agora um país interessante, com juro bastante baixo. Os investimentos vão começar e vai retomar o crescimento", afirmou.

    Mais:

    Bolsonaro debocha sobre alta do dólar e diz para jornalistas ligarem para presidente do BC
    Pressão e incertezas: como alta do dólar pode influenciar brasileiros e Plano Real?
    Cansados do dólar? Japão e China reduzem títulos da dívida americana
    Tags:
    dólar, Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar