17:48 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    670
    Nos siga no

    Após uma novela de meses, o presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta terça-feira (19) sua desfiliação do PSL, legenda pela qual ganhou as eleições, abrindo caminho para a criação do Aliança pelo Brasil. 

    O evento de lançamento do novo partido está previsto para ocorrer nesta quinta-feira (21), em Brasília, quando também será anunciada a executiva de 15 integrantes da legenda. A ficha para sair do PSL foi assinada por Bolsonaro em seu gabinete. 

    Agora, o documento será entregue ao presidente do PSL, Luciano Bivar, que foi reeleito líder da legenda nesta terça-feira. Depois, a ficha precisa ser encaminhada para a Justiça Eleitoral. 

    O anúncio da saída foi realizado pelos advogados Karina Kufa e Admar Gonzaga, que se reuniram com o Bolsonaro no Palácio do Planalto. O PSL e Bolsonaro vivem uma crise há meses e sua saída já era esperada. 

    "O presidente está se desfiliando hoje do PSL. Vamos fazer a convenção na quinta-feira e tocar o partido para frente", disse Gonzaga, segundo publicado pelo jornal O Globo. 

    A expectativa é de que Bolsonaro seja o presidente do Aliança pelo Brasil. Para criar o novo partido, no entanto, é preciso recolher cerca de 491 mil assinaturas de apoio, que precisam ser validadas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

    Mais:

    Bolsonaro tira Joice Hasselmann da liderança do Governo no Congresso
    Crise no PSL: Bolsonaro diz que possível grampo é 'uma desonestidade'
    Parlamentares do PSL dizem que Bolsonaro vai deixar partido e criar nova sigla
    Tags:
    Crise, partido, Brasília, Palácio do Planalto, política, Luciano Bivar, PSL, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar