15:04 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina

    Alberto Fernández, Bernie Sanders e Nicolás Maduro comemoram liberdade de Lula

    © REUTERS / Agustin Marcarian
    Brasil
    URL curta
    155711
    Nos siga no

    Autoridades de esquerda de vários países se manifestaram nas redes sociais em apoio ao ex-presidente Lula, solto nesta sexta-feira (8).

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi solto nesta sexta-feira (8), beneficiado pela decisão tomada na véspera pelo Supremo Tribunal Federal de derrubar a prisão após condenação em segunda instância.

    O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, através do Twitter, destacou a coragem de Lula e classificou o seu processo como uma perseguição política.

    ​Comove a fortaleza de @LulaOficial para enfrentar essa perseguição (apenas essa definição se encaixa no processo judicial arbitrário ao qual foi submetido). Sua força demonstra não apenas o compromisso, mas a imensidão desse homem.

    Já o pré-candidato à presidência dos EUA, o democrata Bernie Sanders, declarou ter ficado "satisfeito" com a liberdade de Lula. De acordo com ele, "Lula fez mais do que qualquer um para diminuir a pobreza no Brasil e apoiar os trabalhadores".

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, também comemorou a soltura de Lula, afirmando que "a verdade triunfou no Brasil". "Em nome do povo da Venezuela, expresso minha profunda alegria pela libertação de meu irmão e amigo", disse.

    Mais:

    Deputado do PT não vê chances de Congresso mudar Constituição para prender Lula
    Senador diz que 'direita' e 'elite' não vão aceitar volta de Lula
    Lula livre fortalece enfrentamento do neoliberalismo na América Latina, diz deputado
    Tags:
    Nicolás Maduro, Alberto Fernández, liberdade, Lula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar