17:30 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ex-presidente Lula concede entrevista exclusiva à Folha e ao jornal El País, na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR), onde o petista está preso

    Lula reclama de 'coerção' da PF e ocasiona aflição no Twitter

    © Folhapress/ Marlene Bergamo
    Brasil
    URL curta
    Por
    22116
    Nos siga no

    O ex-presidente Lula criticou a Superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR), onde está preso desde abril de 2018, citando entrada de policiais na sua cela às 6h. A revelação de Lula está deixando muita gente preocupada.

    Em entrevista concedida ao Blog da Cidadania, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, revelou que a Polícia Federal fez uma "palhaçada", ao entrar às 6h em sua cela, "como se estivessem fazendo uma coerção".

    "Ainda ontem [5 de novembro] fizeram uma palhaçada comigo. Você acredita que ontem entraram na cela que eu estou às 6 horas da manhã? Como se estivessem fazendo uma coerção", ressaltou.

    Vale relembrar que no dia 1º de novembro, a Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde Lula está preso, recebeu a visita do ministro da Justiça, Sergio Moro, e do coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, para inauguração de uma delegacia. A "coerção", referida por Lula, teria acontecido dias depois da visita de Moro e Dallagnol.

    No Twitter, com a publicação do trecho da entrevista em que Lula fala sobre a "palhaçada" que fizeram com ele, internautas apoiadores do ex-presidente começaram a subir a hashtag #LulaCorrePerigo, que já está em primeiro lugar nos assuntos mais comentados desta quinta-feira (7) com mais de 16 mil tweets no momento da publicação desta matéria.

    A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) disse sentir vergonha dos "opressores" de Lula, e postou o trecho da entrevista do ex-presidente em que ele fala sobre a "coerção".

    ​"Lula está sendo constrangido e assediado", acredita internauta, que cita visita de Moro e Dallagnol.

    ​Reputação de Moro está "despencando" mais do que o esperado, escreve internauta.

    ​Teriam entrado na cela de Lula no mesmo "dia em que o capacho de Bolsonaro quis prender Dilma", pontua a deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

    ​Vale destacar que a hashtag está sendo usada também por internautas contrários ao ex-presidente Lula.

    "Quem corre perigo são os brasileiros de bem", acredita internauta.

    ​Há quem acredite que na prisão o ex-presidente está "seguro".

    ​Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP) pelo então juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça.

    Mais:

    Juíza só decidirá semiaberto de Lula após julgamento de suspeição de Moro no STF
    Alberto Fernández se emociona com carta e reitera 'Lula Livre'
    Acusado de 31 crimes e muito próximo a Lula, ex-premiê de Portugal presta depoimentos
    Tags:
    Operação Lava Jato, Luiz Inácio Lula da Silva
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar