10:57 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) ao lado da policial Kátia Sastre

    'Mais atiradores de elite' seria caminho contra violência, segundo deputado Capitão Augusto

    © Foto / Divulgação / Facebook Capitão Augusto
    Brasil
    URL curta
    846
    Nos siga no

    Em entrevista à agência AFP, o deputado federal José Augusto Rosa (Capitão Augusto) do PL defendeu maior uso de atiradores de elite, assim como penas mais duras para criminosos.

    As palavras do deputado Capitão Augusto se assemelham às declarações do presidente Bolsonaro.

    Sendo capitão da reserva da Polícia Militar de São Paulo, José Augusto Rosa é um dos principais apoiadores do armamento da população, em particular "as pessoas de bem" como disse o deputado em entrevista à agência AFP.

    "Temos que combater essa violência, e isso, infelizmente, não é com flores", afirmou Capitão Augusto.

    Desta forma, o parlamentar paulista, ocupando o cargo de deputado federal em Brasília pelo Partido Liberal desde 2015, acredita que a população melhor armada incutiria maior medo aos criminosos no Brasil.

    "Os marginais vão evitar cometer um crime por medo de a pessoa estar armada", disse o deputado.

    Bancada da Bala

    Expondo suas ideias sobre o combate à violência no país, Capitão Augusto se tornou o líder da chamada Bancada da Bala, grupo de deputados pró-armas que cresceu de 36 para 100 parlamentares nas últimas eleições.

    O grupo defende a flexibilização das leis relacionadas ao uso de armas de fogo, lutando por alterações no Estatuto do Desarmamento.

    Pacote anticrime

    Augusto lidera um comitê no Congresso que apoia o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, ainda em fevereiro.

    Capitão Augusto espera que o projeto, que amplia a definição de autodefesa da população e dos agentes de segurança e endurece as penas de prisão, seja aprovado ainda este mês.

    "A partir do momento que você falar que ele vai ficar 15 anos, 20 anos preso, sem saídas temporárias, sem visita íntima, sem progressão de pena [...] vão pensar duas vezes antes de cometer o crime", afirmou o parlamentar.

    Atiradores de elite

    Além disso, Capitão Augusto é a favor do maior uso de atiradores de elite no Brasil, os quais poderiam ter permissão para disparar contra criminosos em todos os lugares.

    "O atirador poderia estar na favela, em um carro, ou helicóptero, a pé ou [usando] um drone. O importante é usar mais atiradores", ressaltou Capitão augusto.

    O deputado também defende a maior importação de armas, pois o armamento estrangeiro teria melhor qualidade em relação a alguns fabricantes nacionais.

    Mais:

    Especialistas divergem sobre consequências da facilitação da posse de armas
    Bolsonaro pode alterar decreto que permite que civis tenham fuzis no Brasil, diz porta-voz
    Bolsonaro lamenta tiroteios nos EUA e diz que desarmamento não é solução
    Tags:
    crime organizado, Estatuto do Desarmamento, desarmamento, pistola, armas, Congresso Nacional, Bancada da Bala, Jair Bolsonaro, Capitão Augusto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar