14:24 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala com ministro da Justiça, Sergio Moro, no Palácio do Planalto, Brasília, 17 de junho de 2019

    Moro envia pedido de inquérito sobre porteiro de Bolsonaro

    © AP Photo / Eraldo Peres
    Brasil
    URL curta
    321
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (30), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, enviou pedido de inquérito ao MPF para investigar as circunstâncias do depoimento do porteiro do condomínio do presidente Jair Bolsonaro.

    Conforme publicou o site especializado Consultor Jurídico, o inquérito solicitado pelo ministro inclui participação da Polícia Federal.

    O pedido de inquérito junto à Procuradoria Geral da República (PGR) ocorre algumas horas após o presidente da República afirmar que acionaria o ministro da Justiça para averiguar o depoimento do porteiro. Para Bolsonaro, a divulgação do depoimento é uma tentativa de prejudicá-lo. 

    ​A afirmação de Bolsonaro veio através de uma transmissão ao vivo feita durante a madrugada após reportagem no Jornal Nacional, da TV Globo. A reportagem revelou que o nome do presidente foi citado na investigação do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes.

    Segundo a reportagem, Élcio de Queiroz, suspeito da morte de Marielle, esteve no condomínio onde morava Ronie Lessa - acusado de ser o autor dos disparos contra Marielle - com a autorização de Bolsonaro. A visita de Queiroz a Lessa teria acontecido no dia 14 de março de 2018, horas antes do assassinato. Lessa e Bolsonaro são donos de casas no mesmo condomínio no Rio de Janeiro.

    Na transmissão, Bolsonaro negou qualquer envolvimento no caso e atacou a Rede Globo e também o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que acusou de usar a investigação contra ele.

    Mais:

    Caso Marielle pode parar no STF após citação do nome do presidente Bolsonaro
    Bolsonaro nega envolvimento em caso Marielle e critica vazamento (VÍDEO)
    Caso Marielle: Bolsonaro pede intervenção de Moro após ser citado em investigação
    Tags:
    Anderson Gomes, Marielle Franco, Jair Bolsonaro, Ministério da Justiça e Segurança Pública, Procuradoria Geral da República (PGR), PGR, Sergio Moro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar