08:17 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Maracanã

    'Rei Arthur' confirma propina para escolha do Rio como sede das Olimpíadas

    © AFP 2019 / TASSO MARCELO
    Brasil
    URL curta
    210
    Nos siga no

    O empresário Arthur Menezes Soares Filho, que ficou conhecido como "Rei Arthur", confirmou a existência de um esquema de pagamento de propina para delegados africanos na escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

    Segundo reportagem publicada pelo jornal O Globo, a revelação faz parte de um acordo de colaboração premiada feito por Arthur. Atualmente ele mora em Miami, nos Estados Unidos, foi preso na última sexta-feira (25) e solto logo em seguida.

    Segundo as investigações, o "Rei Arthur" usou a offshore Matlock Capital Group para transferir US$ 2 milhões para a conta do filho de Lamine Diack, então presidente da Federação Internacional de Atletismo, a maior federação olímpica.

    Outra transação, esta de US$ 10,4 milhões, teria sido transferida para Sérgio Cabral, então governador do Rio de Janeiro, através do doleiro Renato Chebar na conta do EVG Bank.

    O acordo de colaboração premiada assinado pelo "Rei Arthur" está em andamento junto ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) e é uma garantia para que ele não seja deportado de volta ao Brasil.

    "Rei Arthur" também admitiu o crime de lavagem de dinheiro envolvendo contas bancárias nos EUA, no âmbito do esquema que montou para pagar propina a Sérgio Cabral.

    Mais:

    Legado negativo da Rio 2016 prejudica Brasil para os Jogos de Tóquio 2020
    Fraude nas Olimpíadas: STJ manda soltar Nuzman após acusação de propina na Rio 2016
    Lula depõe sobre Rio-2016: 'não tenho complexo de vira-lata'
    Justiça do RJ autoriza bloqueio de R$ 196 milhões de Eike Batista e Sérgio Cabral
    Tags:
    Sérgio Cabral, corrupção, Olimpíadas, propina, Jogos Rio 2016, Rio 2016
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar