14:24 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Deputado Eduardo Bolsonaro durante sessão no Conselho de Ética da Câmara

    Grupo do PSL pede expulsão de Eduardo Bolsonaro do partido

    © Foto/ Agência Brasil / Fabio Rodrigues Pozzebom
    Brasil
    URL curta
    6101
    Nos siga no

    Ala do PSL que apoia o presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE), oficializou na quarta-feira (23) um pedido de expulsão do partido de Eduardo Bolsonaro (SP), que acaba de ser nomeado líder da sigla na Câmara. 

    O documento, revelado pela Folha de S.Paulo, foi encaminhado à Executiva Nacional do PSL. A legenda vive uma crise desde que surgiram denúncias de que o partido utilizou candidaturas laranjas nas eleições de 2018. O racha aumentou nas últimas semanas, com uma disputa entre grupo que apoia Bivar e os bolsonaristas. 

    O texto da representação acusa Eduardo de "colocar seus interesses pessoais à frente dos interesses do partido". Além disso, afirma que ele atua para "desmontar o partido no estado" de São Paulo, e que derrubou de "maneira ilegal" mais de 200 diretórios definitivos e comissões executivas municipais.

    Na segunda-feira (21), o filho do presidente Jair Bolsonaro substituiu o colega de legenda Delegado Waldir na liderança da Câmara. Uma lista assinada por 29 deputados do PSL pedia a mudança. O líder da sigla no Senado, Major Olímpio, ironizou e disse que Eduardo não venceria sequer um "cone" numa votação dentro do PSL. 

    Banca paulista assinou representação

    Agora, a representação para expulsar o novo líder é mais um capítulo das desavenças, que envolve também disputa para controlar o fundo partidário da sigla, que pode chegar a R$ 110 milhões. O documento, de acordo com a Folha, foi assinado por Olímpio e deputados da bancada paulista da legenda, Abou Anni, Coronel Tadeu, Joice Hasselmann e Júnio Bozzella. 

    Os parlamentares pedem ainda a destituição da Direção Estadual do PSL em São Paulo, atualmente comandada por Eduardo. De acordo com as regras da legenda, o deputado, que desistiu de sua indicação para a embaixada dos EUA devido à crise, tem agora cinco dias para apresentar sua defesa. 

    "O representado Eduardo Bolsonaro já deu diversas declarações públicas à imprensa de que está montando o partido com o seu grupo", diz o documento.

    Mais:

    PSL escondeu quase R$ 1 milhão em gastos da campanha de Bolsonaro, diz site
    'Pergunta para eles', diz Bolsonaro ao ser questionado se fica no PSL
    Bolsonaro cogita indicar Nestor Forster para embaixada nos EUA, diz jornal
    Eduardo Bolsonaro sai correndo da imprensa (VÍDEO)
    Tags:
    Crise, política, Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, Bolsonaro, partido, PSL
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar