22:35 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Embarcação de Desembarque de Carga Geral L20, o Marambaia, da Marinha do Brasil

    Defesa confirma Forças Armadas no combate à manchas de óleo

    © Sputnik / Renan Lúcio
    Brasil
    URL curta
    451
    Nos siga no

    Vazamento de óleo em praias é lamentável e inusitado, disse o ministro da Defesa e confirmou disponibilidade do exército.

    O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, informou nesta terça-feira, em entrevista coletiva com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que o presidente Jair Bolsonaro autorizou a participação do Exército no combate às manchas de óleo no Nordeste do país.

    Azevedo e Silva classificou de "fato lamentável e inusitado" o derramamento de óleo de origem desconhecida nas praias nordestinas.

    O ministro garantiu que o contingente militar no combate ao desastre está a disposição.

    "A Marinha está debruçada sobre isso desde o início de setembro. Todo o efetivo possível está sendo utilizado. O Plano Nacional de Contingência está sendo seguido. No início, as manchas eram pequenas, mas as ações estão sendo tomadas", declarou o ministro, citado pela Agência Brasil.

    Fernando Azevedo e Silva revelou ter sobrevoado o litoral baiano para observar as manchas que já afetam importantes pontos turísticos da região.

    As manchas de óleo no litoral nordestino foram noticiadas ainda no dia 30 de agosto. A origem do vazamento, no entanto, ainda segue desconhecida. Mais de 200 localidades do Nordeste já notificaram a presença de óleo cru. O governo da Bahia noticiou novas manchas nesta terça-feira no litoral sul do estado.

    Mais:

    Óleo na costa do Nordeste fica cada vez mais difícil de ser controlado, alerta especialista
    Governo da Bahia declara estado de emergência por derramamento de óleo
    Óleo atinge praias de Salvador
    Tags:
    poluição, Brasil, petróleo, óleo, meio ambiente, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar