10:26 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator da PEC 06/2019, da reforma da Previdência, durante reunião na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), no Senado Federal em Brasília, em 1º de outubro de 2019.

    Reforma da Previdência é aprovada na CCJ e vai ao plenário no Senado

    © Folhapress / Renato Costa/Folhapress
    Brasil
    URL curta
    334
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (1), o relatório da reforma da Previdência foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal por 17 votos a 9.

    A proposta é do relator da matéria, Tasso Jereissati (PSDB-CE). A expectativa é que a votação no plenário do Senado seja realizada ainda hoje, após votadas as sugestões de mudanças no texto.

    O primeiro relatório da reforma da Previdência foi aprovado na CCJ no dia 4 de setembro e recebeu 78 sugestões no plenário do Senado. Destas, apenas uma foi acolhida pelo relator.

    A previsão de economia de R$ 876,7 bilhões ao longo de 10 anos foi mantida na proposta aprovada nesta tarde.

    Algumas mudanças, porém, podem ser acrescentadas por meio de uma PEC em tramitação no Senado, uma manobra para evitar que a matéria volte a ser discutida na Câmara dos Deputados.

    Segundo publicado pelo G1, o líder do governo na Casa, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), a previsão é de que a votação em segundo turno no Senado aconteça no dia 10 de outubro. Já o senador Major Olímpio (PSL-SP) não acredita que a previsão seja mantida.

    A previsão inicial da votação que deve ocorrer ainda hoje era do dia 24 de setembro.

    Mais:

    Empate técnico: Brasil está dividido ao meio sobre a Reforma da Previdência, indica Datafolha
    Pressão e atos: centrais sindicais revelam estratégia para derrubar Reforma da Previdência
    Câmara rejeita alterações da Previdência e aprova reforma em 2º turno
    Comissão do Senado aprova texto-base da Reforma da Previdência
    Tags:
    reforma da previdência, MDB, PSL, Major Olímpio, Fernando Bezerra Coelho, Tasso Jereissati, Câmara dos Deputados, Senado Federal, CCJ
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar