05:54 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Rodrigo Janot

    Procuradores condenam busca e apreensão contra Janot após entrevista bombástica

    Elza Fiúza/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    516
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (27), a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), divulgou nota condenando ação de busca e apreensão na casa de Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República.

    A ANPR entende que a investigação que gerou a ação na residência de Janot é inconstitucional. Segundo a nota, o inquérito investigando ofensas ao Supremo Tribunal Federal (STF) não poderia ter sido aberto sem participação do Ministério Público.

    "O STF não possui jurisdição sobre eventuais atos de Janot, não há contemporaneidade na suposta conduta e, o pior, a ordem foi emitida no âmbito de uma investigação inconstitucional", diz a nota publicada pela associação.

    As ações de busca e apreensão foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes.

    O inquérito investiga Janot devido ao conteúdo de uma entrevista divulgada na sexta-feira (27). Nela, Janot afirma que foi armado ao STF pronto para assassinar o ministro Gilmar Mendes e cometer suicídio em seguida. A entrevista foi divulgada pelo jornal O Estado de São Paulo.

    Moraes suspendeu o porte de armas do ex-procurador-geral da República e também emitiu ordem para que Janot não chegasse perto de ministros do Supremo e para que ele também fique proibido de entrar na sede do STF.

    Mais:

    Toffoli na presidência do STF: um ano de crise e polêmicas
    Maioria do STF vota a favor de tese que pode levar a anulação de sentenças da Lava Jato
    Rodrigo Janot revela que quase tentou matar Gilmar Mendes
    PF realiza busca e apreensão na casa e no escritório do ex-PGR Janot
    Tags:
    Associação Nacional dos Procuradores da República - ANPR, Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes, Procuradoria Geral da República (PGR), Rodrigo Janot
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar