07:42 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Procuradoria-Geral da República do Brasil, gesticula durante sabatina no Senado

    Plenário do Senado confirma Augusto Aras na PGR

    © REUTERS . ADRIANO MACHADO
    Brasil
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    O plenário do Senado Federal confirmou há pouco a indicação do subprocurador Augusto Aras para assumir o cargo de procurador-geral da República.

    Em rápida votação na casa nesta tarde, o indicado de Jair Bolsonaro para a função recebeu 68 votos a favor e 10 contrários, com uma abstenção, pouco depois de ser aprovado em sabatina na Comissão de Constituição e Justiça. 

    ​Mais cedo, após cinco horas de debates na CCJ, Aras, escolhido pelo presidente em meio a uma quebra de tradição no rito, passou pela sabatina com o apoio de 23 parlamentares, enquanto apenas três votaram contra.

    Apontado por Bolsonaro por fora da tradicional lista tríplice, formada em eleição interna da associação nacional de procuradores, Aras é considerado um subprocurador de perfil conservador, cujas ideias, ao que tudo indica, estariam alinhadas com as do governo. Sua indicação, no entanto, foi feita sob muitas críticas por parte de diferentes setores. 

    ​Atualmente, a Procuradoria-Geral da República está sob chefia do interino Alcides Martins, que assumiu o órgão após o fim do mandato de Raquel Dodge. Aras deverá ocupar o cargo durante pelo menos dois anos, até setembro de 2021.

    Nome de Aras é publicado no Diário Oficial

    Pouco mais de algumas horas após o plenário do Senado Federal ter aprovado o nome de Augusto Aras como novo Procurador-Geral da República, o presidente Jair Bolsonaro publicou uma edição extra do Diário Oficial da União já com a oficialização de Aras como novo procurador.

    Logo após a votação, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que a aprovação seria "imediatamente" encaminhada ao Palácio do Planalto, para comunicar ao presidente a aprovação do indicado.

    Mais:

    Preterido por Bolsonaro, vencedor da lista tríplice diz que escolha de novo PGR é 'retrocesso'
    Procuradores da República repudiam nomeação de Bolsonaro para PGR: 'retrocesso democrático'
    Augusto Aras diz que Lava Jato é 'um marco', mas reconhece excessos
    Aras: indicação do filho de Bolsonaro para embaixada nos EUA não é nepotismo
    Tags:
    Ministério Público Federal, MPF, Jair Bolsonaro, Raquel Dodge, Procuradoria-Geral da República (PGR), PGR, Senado, Senado Federal, plenário, CCJ
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar