07:36 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio

    Bolsonaro chega para Assembleia da ONU e Brasil se diz 'comprometido' com Acordo de Paris

    © REUTERS / ADRIANO MACHADO
    Brasil
    URL curta
    525
    Nos siga no

    O Brasil expressou total compromisso com suas obrigações no campo ambiental e, especificamente, com o Acordo de Paris contra o aquecimento global, embora o Brasil não tenha participado da Cúpula de Ação Climática, realizada nesta segunda-feira em Nova York.

    Em nota, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil enfatizou que o país está "totalmente comprometido com o cumprimento de seus compromissos internacionais na área ambiental" e citou especificamente a obrigação assumida no Acordo de Paris.

    Segundo o governo, o acordo é um dos "mais ambiciosos do mundo", pois planeja reduzir as emissões de gases de efeito estufa no Brasil em 37% em 2025 em comparação a 2005, com previsão de elevar essa meta para 43% no ano de 2030.

    O Ministério de Relações Exteriores também observou que o Brasil fazia parte "construtiva" do processo de preparação da Cúpula de Ação Climática.

    A pasta citou a apresentação de uma proposta de ações sobre resiliência de grupos urbanos vulneráveis, outra sobre a promoção de biocombustíveis no setor de transportes e outra sobre um projeto de baixo carbono na agricultura.

    Árvores queimadas durante os incêndios florestais na Amazônia (imagem ilustrativa)
    © REUTERS / Bruno Kelly
    Árvores queimadas durante os incêndios florestais na Amazônia (imagem ilustrativa)

    Além disso, representantes do governo tentaram esclarecer a ideia de que o Brasil foi banido da reunião pela ONU e que foi proibido intervir por causa de seu baixo compromisso com o meio ambiente.

    "Os organizadores da Cúpula de Ação Climática estabeleceram que apenas os chefes de Estado e de governo podem falar durante o evento", observou a nota do ministério.

    O presidente Jair Bolsonaro chegou a Nova York na tarde desta segunda-feira para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas na terça-feira, um movimento que foi interpretado como para justificar a falta de tempo para participar da cúpula climática.

    A presença de Bolsonaro em Nova York era incerta até os últimos dias, porque o presidente está se recuperando da operação de uma hérnia realizada em 8 de setembro, de modo que sua agenda nos EUA se limitará ao essencial.

    Mais:

    Bolsonaro diz que vai jantar com Trump em Nova York
    'Sinto pena do Brasil' sob o governo Bolsonaro, afirma chefe da ONU Bachelet
    'Lambe botas': Lula considera humilhante submissão de Bolsonaro aos EUA
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Itamaraty, diplomacia, preservação, Acordo de Paris, meio ambiente, clima, Assembleia Geral da ONU, Nova York, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar