15:34 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Solenidade de lançamento do projeto Em Frente, Brasil, no Palácio do Planalto, em Brasília

    Governo brasileiro lança novo projeto de segurança pública

    © Foto/ Carolina Antunes / Presidência da República
    Brasil
    URL curta
    657
    Nos siga no

    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e seu ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lançaram nesta tarde, em Brasília, um novo projeto para o setor, intitulado "Em Frente, Brasil".

    Em cerimônia organizada no Palácio do Planalto, o chefe de Estado brasileiro discursou para uma plateia de autoridades e simpatizantes, falando sobre aspectos gerais da iniciativa e do setor de segurança, aproveitando também para enumerar supostos avanços alcançados pelo seu governo.

    ​"Nós temos o dever de dar uma satisfação à população. E essa iniciativa, do Sergio Moro, é muito bem vinda. Obviamente, juntamente com os governadores e com os prefeitos. E nós temos a certeza de que ela vai dar certo", afirmou o presidente. "E, na verdade, o que ela representa? É um conjunto de coisas, de ações, que já são inerentes a nós, homens públicos. E devemos botar em prática."

    De acordo com a apresentação institucional, o "Em Frente, Brasil" tem por objetivo enfrentar a criminalidade violenta e estabelece ações conjuntas da União, estados e municípios. 

    Com base em critérios técnicos, segundo o governo, cinco municípios modelo foram escolhidos para participar do projeto — Ananindeua (PA), Goiânia (GO), Paulista (PE), São José dos Pinhais (PR) e Cariacica (ES) —, que consistirá em atuações integradas realizadas por meio de força-tarefa para desarticular grupos criminosos "especialmente nos bairros mais críticos" e fortalecer as redes locais de segurança.

    Além disso, a iniciativa contará com uma frente de transformação socioeconômica, na qual os poderes públicos das três esferas se comprometerão a implementar políticas públicas integradas e permanentes em áreas como educação, saúde, cidadania, emprego, renda e cultura.

    Mais:

    Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio: grandes gastos e pouca eficiência
    Não se pode fazer política de segurança pública armando a população, diz delegado
    Relatório da HRW mostra desgoverno de política pública de segurança, diz advogado
    'Encenação política', diz ex-secretário de segurança pública sobre uso da Força Nacional
    Polêmicas em torno de Sérgio Moro podem afetar projetos de Segurança Pública do governo Bolsonaro?
    Tags:
    violência, criminalidade, Palácio do Planalto, segurança, segurança pública, Sergio Moro, Jair Bolsonaro, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar