08:16 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Incêndios na Amazônia, 24 de agosto de 2019

    Amazonas vira 7º estado a oficializar pedido de uso das Forças Armadas contra incêndios

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Brasil
    URL curta
    999
    Nos siga no

    O estado de Amazonas oficializou o pedido de atuação das Forças Armadas no combate aos incêndios que recentemente atingiram a Amazônia e fizeram com que os olhos de todo o mundo se virassem para o Brasil.

    Se unindo aos estados de Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Pará e Tocantins, o Amazonas vira o sétimo estado a pedir o uso de tropas federais no combate contra o fogo que está assolando os "pulmões do planeta", informa o portal G1.

    Na sexta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza a atuação das Forças Armadas brasileiras contra incêndios na Amazônia Legal. Para que o uso das Forças Armadas seja empregado é necessário que os governadores solicitem tal uso.

    No sábado (24), as Forças Armadas iniciaram o combate ao fogo na região de Porto Velho, Rondônia. Aviões da Força Aérea do Brasil também foram acionados.

    Amazônia em chamas ganha destaque internacional

    Os incêndios que atingiram Amazônia atraíram a atenção dos políticos e da mídia internacional. Como não se bastasse a crítica por parte dos europeus à política ambiental do Brasil, as queimadas na Amazônia aumentaram ainda mais a tensão em torno do tema.

    Os líderes da União Europeia (UE) comentaram recentemente que a situação com os incêndios e a postura do presidente do Brasil podem impedir "uma ratificação harmoniosa" do acordo Mercosul-UE. Na opinião do especialista ouvido pela Sputnik Brasil, tal situação pode ser usada como justificativa pelos opositores do acordo.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar