06:23 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

    Sergio Moro autoriza uso da Força Nacional para combater incêndios na Amazônia

    © AP Photo / Eraldo Peres
    Brasil
    URL curta
    634
    Nos siga no

    O ministro da Justiça, Sergio Moro, autorizou neste sábado (24) o uso da Força Nacional para combater o desmatamento ilegal no Pará e em Rondônia.

    O ministro oficializou a autorização através de uma portaria, que terá validade até 31 de outubro. De acordo com o Ministério da Justiça, o efetivo que será usado na operação ainda não foi definido.

    "O ministro da Justiça e Segurança Pública resolve autorizar o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, em caráter episódico e planejado, nas ações de combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica, nos locais de alertas de desmatamento identificados pelo sistema DETER/INPE, no estado do Pará e no estado de Rondônia, em atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio", diz a portaria assinada por Moro.

    Anteriormente, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, havia declarado que a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho do Executivo federal de combate a crimes ambientais e a incêndios florestais não se limite às áreas federais.

    Em pronunciamento transmitido na última sexta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro autorizou o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) sobre o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na floresta amazônica, além de oferecer ajuda aos governos estaduais da Amazônia Legal.

    Mais:

    Rodrigo Maia defende que fundos da Petrobras sejam usados no combate aos incêndios na Amazônia
    Melhores fotos da semana em que destino da Amazônia está na mira de todo mundo
    FAB usa aviões de combate contra incêndios na Amazônia (VÍDEO)
    Tags:
    Forças Armadas, Sergio Moro, Floresta Amazônica, desmatamento
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar