14:18 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Deltan Dallagnol fala sobre a Lava Jato no Congresso da Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital, Rio de Janeiro, 7 de julho de 2016

    Moro pediu Deltan na PGR, mas Bolsonaro negou, afirma rádio

    © Foto/ Fernando Frazão
    Brasil
    URL curta
    783
    Nos siga no

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, indicou o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, Deltan Dallagnon, ao cargo de Procurador-Geral da República (PGR). O presidente Jair Bolsonaro (PSL), contudo, vetou o nome.

    A informação foi divulgada pelo jornalista Kennedy Alencar na rádio CBN nesta quarta-feira (14). 

    Bolsonaro prometeu anunciar o substituto de Raquel Dogde na PGR nesta semana. Os últimos ocupantes do cargo foram os líderes da lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). O presidente, contudo, não é obrigado a seguir a votação da entidade dos procuradores.

    Mensagens de Dallagnon, Moro e outros membros da Lava Jato foram vazadas em veículos de imprensa como The Intercept Brasil, Folha de S. Paulo e Veja. Após o vazamento, o Conselho Nacional do Ministério Público desarquivou um processo administrativo disciplinar aberto contra Dallagnon.

    Mais:

    Após críticas a Bolsonaro, deputado Alexandre Frota é expulso do PSL
    Como possível retorno de Kirchner na Argentina afetará relações com Brasil de Bolsonaro?
    'Bandidos de esquerda começam a voltar ao poder na Argentina', diz Bolsonaro
    Fruticultura vai ser beneficiada no acordo Mercosul-UE, diz Bolsonaro
    'Diplomacia sem armas é como música sem instrumentos', diz Eduardo Bolsonaro em evento na Câmara
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Sergio Moro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar