03:09 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Só no primeiro trimestre deste ano, importação de etanol americano cresceu cinco vezes

    Zerar tarifa de importação de etanol dos EUA prejudica produtor brasileiro, diz especialista

    Charlie Riedel/AP
    Brasil
    URL curta
    8223
    Nos siga no

    Com a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, o Brasil considera abrir totalmente o mercado de etanol dos EUA.

    As autoridades brasileiras consideram zerar a tarifa de importação de etanol para facilitar as negociações em curso do acordo bilateral com os EUA.

    A eliminação de tarifas do etanol é defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

    Em entrevista à Sputnik Brasil,  Marcos Fava Neves, professor de Estratégia e Agronegócio, da USP-Ribeirão Preto, disse que a medida pode até beneficiar o consumidor final, mas prejudica a indústria brasileira do etanol.

    "Para o povo brasileiro é benéfica, porque você tem produto mais barato e vai baratear o combustível. Agora para a indústria brasileira produtora de etanol, seja ela de milho como de cana, é uma ameaça", disse.

    Justamente por isso, o Ministério da Agricultura se opõe e defende a renovação da atual cota de importação. A ministra Tereza Cristina disse qualquer abertura de mercado será feita gradualmente para não afetar o setor de etanol no Brasil.

    Marcos Fava Neves disse que o governo brasileiro poderia exigir uma contrapartida do governo dos Estados Unidos e fazer com que se permita a entrada do açúcar produzido no Brasil sem tarifas.

    "Nós teríamos muito a ganhar com o acesso ao mercado americano de açúcar, quem mais ganharia seriam as indústrias de alimentos e bebidas nos EUA que pagariam um açúcar mais barato do que eles pagam hoje com todas as tarifas", destacou.

    Em agosto de 2017, o governo do Brasil aplicou uma tarifa de 20% sobre os embarques de etanol dos EUA que excedem a cota anual de 600 milhões de litros, após as importações dos EUA terem deteriorado os preços locais.

    O setor de etanol dos Estados Unidos vem sofrendo desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, iniciar a guerra comercial com a China, até então maior comprador do etanol estadunidense.

    Mais:

    Etanol: vem aí uma nova queda-de-braço entre Brasil e EUA
    Trump diz que EUA vão retirar restrição ao etanol
    Política de Estado, expansão do etanol no Brasil pode alcançar Índia e China
    Tags:
    etanol, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar