10:53 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    350
    Nos siga no

    Com poucos voos e uma queda brusca de movimento, o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro parece buscar uma solução nas companhias aéreas de baixo custo.

    Atualmente, o Aeroporto do Galeão conta com três companhias aéreas de baixo custo, sendo elas a Norwegian Air, a Flybondi e a Sky.

    O Aeroporto do Galeão foi inaugurado oficialmente em 1952, no Rio de Janeiro, e durante anos foi o principal aeroporto internacional. Entretanto, com o surgimento do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, viu seu tráfego aéreo diminuir nas décadas seguintes.

    Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão
    Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão

    A partir daí, o Galeão entrou em uma fase de altos e baixos, mas nos últimos anos está enfrentando uma grande queda de movimento. Mesmo com diversas tentativas de atrair linhas aéreas para o aeroporto, o Galeão não obteve sucesso e perdeu ainda mais espaço para os aeroportos de Brasília, Confins e Viracopos.

    Um exemplo da queda é a LATAM, que praticamente deixou o terminal, concentrando seus voos internacionais em Guarulhos, como cita a AirWay1.

    A queda foi tão dura, que a concessionária RIOGaleão decidiu fechar o antigo terminal 1 do aeroporto, inaugurado em 1977, restando apenas algumas áreas administrativas e pontes de embarque.

    Para se ter uma ideia, dos quase 18 milhões de passageiros que o aeroporto recebeu em 2012, o movimento no ano passado caiu para 15 milhões de passageiros.

    Em meio à "crise", o Galeão se apoiou em companhias aéreas de baixo custo e, aparentemente, a estratégia está dando certo, já que o aeroporto teve um aumento de 5% em seus voos internacionais, diminuindo a diferença para o terceiro colocado, que é o Viracopos.

    Companhias aéreas de baixo custo

    Dentre as companhias aéreas de baixo custo está a norueguesa Norwegian Air, uma das maiores companhias de baixo custo do mundo, que oferece via Londres conexões na Europa quatro vezes por semana.

    A low cost chilena Sky, por sua vez, foi a primeira a operar regularmente no Galeão. Atualmente, a companhia oferece quatro voos semanais para Santiago do Chile.

    Já a argentina Flybondi assinou nesta semana um acordo com a RIOGaleão. A companhia aérea de baixo custo voará três vezes por semana entre Buenos Aires e o Rio de Janeiro a partir de outubro.

    Estímulo ao turismo

    O Aeroporto Internacional Tom Jobim possui uma infraestrutura generosa e uma maior proximidade do centro da cidade e, provavelmente, pode recuperar seu movimento perdido nos últimos anos.

    Além disso, o aeroporto conta com um grande potencial turístico, já que o turismo segue com tendência de crescimento no país, principalmente após a desregulamentação promovida pelo governo federal.

    Resta apenas o desejo do governo local para estimular o turismo e oferecer melhores ofertas, relacionadas não apenas às companhias aéreas, mas também às estadias e outras áreas ligadas ao turismo, que é sempre uma área de grande potencial no Brasil.

    Mais:

    Brasil conta com 2 aeroportos entre os 10 melhores do mundo
    Governo prevê concessões de 44 aeroportos brasileiros até 2022, diz ministro
    Brasil registra pior fluxo cambial para junho desde 1982
    Tags:
    companhias aéreas, Aeroporto do Galeão, Rio de Janeiro, aeroporto, aviação civil, aviação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar