04:11 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ministro da Educação, Abraham Weintraub, participa de audiência conjunta de comissões da Câmara, Brasília, 22 de maio de 2019

    Ministro da Educação faz piada sobre Dilma, Lula e cocaína e quase ninguém está rindo

    © Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo
    Brasil
    URL curta
    Pablo Rodrigues
    30231

    O ministro da Educação, Abraham Weintraub, decidiu fazer uma piada sobre a apreensão dos 39 quilos de cocaína de um militar brasileiro na Espanha. Na piada entraram Lula e Dilma, e muita gente não está vendo graça nenhuma.

    Para refrescar a memória, vale lembrar que na terça-feira (25) um militar brasileiro foi preso em Sevilha, cidade no sul da Espanha, transportando 39 quilos de cocaína na bagagem de mão em um avião da Força Aérea Brasileira. Ressalta-se que a aeronave fazia parte da comitiva de Bolsonaro à cúpula do G20, e foi encaixada na agenda presidencial como veículo reserva.

    Não dando importância devida à apreensão de 39 quilos de cocaína, transportada por um militar brasileiro em plena aeronave da FAB, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, achou apropriado fazer uma piada com os ex-presidentes Dilma e Lula.

    ​A piada foi feita, mas nem todo mundo achou engraçado, fazendo com que o tema "Ministro da Educação" se tornasse o mais comentado no Twitter desta quinta-feira (27).

    ​O deputado federal Pedro Uczai (PT-SC) acredita que a piada tenha sido desrespeitosa.

    ​Quando todos os problemas são direcionados ao PT.

    ​A jornalista Mariliz Pereira Jorge acredita que o ministro da Educação "de educação e bom senso não tem nada".

    ​Nem todo mundo ainda tem resposta para essa pergunta.

    ​Aquele meme que não sai de moda para muitos.

    ​Mas a piada do ministro não só causou silêncio, pois teve quem se mostrasse a favor e até risse.

    ​Vale destacar que o tweet do ministro com a piada tinha sido curtido por 20 mil internautas e comentado por mais 12 mil até a publicação desta matéria.

    Mais:

    MEC diz que professores, estudantes e pais que divulgarem protestos podem ser denunciados
    'Estranhíssimo o ministro da Educação desconsiderar a legislação', diz especialista
    Ex-ministros da Educação lançam manifestos contra cortes do governo Bolsonaro
    Tags:
    Twitter, Lula, Dilma Rousseff, Abraham Weintraub, MEC
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar