11:44 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, durante cerimônia da transmissão de cargo ao secretário-geral das Relações Exteriores, Otávio Brandelli, no Palácio Itamaraty (arquivo)

    Itamaraty quer que diplomatas afirmem orientação 'tradicional' sobre gênero

    © Foto / Marcelo Camargo/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    649
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores do Brasil está pedindo a seus diplomatas que adotem visão 'tradicional' sobre a questão de gênero, segundo o jornal Folha de São Paulo.

    Conforme a publicação, o Itamaraty, liderado pelo chanceler brasileiro Ernesto Araújo, está pedindo que a diplomacia brasileira reafirme em órgãos e discussões multilaterais que o Brasil defende uma visão de que gênero é sexo biológico, ou seja, feminino ou masculino.

    A orientação do governo faz parte de um discurso de ataque à chamada "ideologia de gênero", apelido dado às discussões científicas sobre orientação sexual e gênero.

    Segundo o grupo de direita do governo, essa área da ciência ataca a ideia "tradicional" de família, associada a valores cristãos.

    Na Organização das Nações Unidas (ONU) e na Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), também já houve orientação para que diplomatas brasileiros adotassem a visão do governo sobre a questão.

    Mais:

    Metrô de Nova York adota linguagem de gênero neutro
    Canadá muda letra do hino nacional para respeitar neutralidade de gêneros
    Zapatero: igualdade de gênero é uma das formas de combater a fome
    Alemanha introduz terceiro gênero, mas grupos LGBT dizem que não é suficiente
    Tags:
    gênero, Ministério ds Relações Exteriores, Brasil, Ernesto Araújo, Itamaraty
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar