23:12 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O ministro do MRE, Ernesto Araújo, na cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no TSE.

    Brasil assina acordo de cooperação com o Marrocos

    © Foto : Valter Campanato/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    434

    O Brasil e Marrocos assinaram um acordo com o desejo de dinamizar o comércio bilateral e expandir mais os investimentos em suas respectivas economias.

    O documento foi assinado nesta quinta-feira (13) pelo chanceler brasileiro Ernesto Araújo e o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional do país africano Nasser Bourita.

    Os acordos envolvem as áreas de investimentos diretos, transportes aéreos, cooperação entre academias diplomáticas, defesa, eliminação de bitributação, intercâmbio e aplicação de tecnologia agrícola e negociações comerciais triangulares.

    Com um déficit de US$ 113 milhões no comércio bilateral com o Marrocos, no período de janeiro a maio deste ano, o Brasil busca, com os tratados assinados, reverter os números a seu favor.

    Na parte de transportes, os acordos vão estimular um maior número de conexões aéreas entre os dois países, a fim de estimular o turismo e a construções de instalações hoteleiras.

    Segundo o chanceler Ernesto Araújo, os acordos são positivos porque fortalecem o diálogo bilateral e constroem políticas com base em um estatuto legal sólido “e não a partir de ideias abstratas”.

    O embaixador de Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi, destacou a importância dos acordos como “um marco legal” destinado a facilitar as relações bilaterais. “Agora é montar uma estrutura de cooperação entre o Brasil e o Marrocos destinada a expandir não só o comércio como também estimular negociações sobre investimentos e projetos”.

    Mais:

    Com Marta em campo, Brasil perde de virada para Austrália e decide classificação no próximo jogo
    Por determinação judicial, Bolsonaro pede desculpas públicas à deputada Maria do Rosário
    O que significa e quais são as possíveis consequências da entrada do Brasil na 'lista suja' da OIT?
    Tags:
    cooperação bilateral, Brasil, Marrocos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar