01:24 19 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ex-senador Romero Jucá (MDB)

    Lava Jato: Romero Jucá é acusado de esquema de corrupção de R$ 1 milhão

    Agência Brasil/Antonio Cruz
    Brasil
    URL curta
    120
    Nos siga no

    O ex-senador Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, foram denunciados pela força-tarefa da Lava Jato de envolvimento em esquema de corrupção na empresa subsidiária da Petrobras.

    De acordo com os procuradores do Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR), Jucá teria recebido pelo menos R$ 1 milhão de propina em 2010 através de quatro contratos e sete aditivos celebrados entre a Galvão Engenharia e a Transpetro.

    A denúncia do MPF/PR alega que o valor da propina era lavado por meio de doação oficial para campanha eleitoral.

    “O repasse da vantagem indevida por meio de doação oficial para o Diretório Estadual do MDB em Roraima foi dissimulado para ocultar sua verdadeira finalidade e para dificultar a identificação do beneficiário final e sua origem ilícita”, afirmam os procuradores.

    “Após aportarem no diretório estadual [do MDB], os valores oriundos dos crimes antecedentes, sob disponibilidade de Romero Jucá, foram direcionados a campanhas do próprio denunciado ao senado federal, bem como para as campanhas de Rodrigo Jucá e Maria Teresa Saenz Jucá, [respectivamente] filho e ex-esposa do então parlamentar, candidatos, à época, a deputado estadual e deputada federal”, acrescentam os procuradores que assinaram a denúncia.

    Mais:

    Líder do governo no Senado é alvo de bloqueio pela Operação Lava Jato
    Tags:
    Transpetro, corrupção, corrupto, Lava Jato, MDB
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar