01:42 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    110
    Nos siga no

    O Ministério da Agricultura e Pecuária do Brasil confirmou nesta sexta-feira o surgimento de um caso de "vaca louca" em um animal do estado de Mato Grosso, no centro-oeste brasileiro.

    Em comunicado, o ministério confirmou "um caso atípico de encefalopatia espongiforme bovina (EEB)" e observou que a doença "ocorre espontaneamente" e não está relacionada à ingestão de alimentos contaminados.

    O animal doente é uma vaca de 17 anos de idade, que foi sacrificada em uma emergência e incinerada no próprio matadouro. O ministério não relatou a localização exata em que o animal estava.

    Os produtos derivados da vaca sacrificada foram apreendidos preventivamente e não há risco de entrarem na cadeia alimentar humana ou outros ruminantes.

    Após a confirmação, o Brasil notificou oficialmente o caso à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e aos países importadores, conforme previsto pelos padrões internacionais.

    De acordo com o ministério, o Brasil não terá sua classificação de risco modificada de acordo com este caso, e continuará como país de risco "insignificante", o melhor possível.

    Em mais de 20 anos de vigilância para essa doença, o Brasil registrou apenas três casos de EEB atípicos e nenhum de EEB clássico.

    Mais:

    Especialistas: o que falta para que o agronegócio alavanque de fato a economia brasileira?
    Desmatamento na Amazônia bate recorde pelas mãos de madeireiros e do agronegócio
    'Preservar a floresta é do interesse do agronegócio'
    Tags:
    Brasil, Mato Grosso, Ministério da Agricultura do Brasil, Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), vaca louca, encefalopatia espongiforme bovina (EEB), agronegócio, pecuária, doença, exportações
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar