15:13 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Edifício-sede da Petrobras no Rio de Janeiro

    Petrobras tem vendas de ativos suspensa pela Justiça Federal

    MIRO NUNES / AFP
    Brasil
    URL curta
    120

    O programa de privatização de ativos da Petrobras sofreu um revés na quarta-feira (29) com um impedimento através de liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

    A empresa informou na noite da quarta-feira (29) que foi intimada pela Justiça a suspender o processo de venda de sua participação nas ações das empresas Araucária Nitrogenados S.A. (Ansa) e na Unidade de Fertilizantes Nitrogenas III (UFN-III).

    A liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro é uma resposta a uma ação popular. A Petrobras afirmou que tomara medida "em prol dos seus interesses e de seus investidores".

    A venda de ativos passou a ser parte importante do plano de negócio da empresa entre 2019 e 2023. No período, a Petrobras pretende arrecadar US$ 26,9 bilhões e concentrar seus investimentos na exploração e produção de petróleo.

    Este ano, a empresa assumiu novas regras que concentram poder em seu Conselho Administrativo, facilitando a venda de ativos como refinarias e subsidiárias.

    O Supremo Tribunal Federal (STF) também julga, nesta quinta-feira (30) duas ações que podem travar vendas de até US$ 32,3 bilhões em ativos da Petrobras.

    A primeira ação tem como motivo a manutenção ou não de uma liminar do ministro Ricardo Lewandowski que vincula a privatização de estatais ao Congresso Nacional. Já o segundo caso trata de liminar do ministro Edson Fachin, concedida na segunda-feira (27) que bloqueia a venda de 90% das ações da Petrobras na Transportadora Associada de Gás (TAG).

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar