05:15 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1316
    Nos siga no

    O Superior Tribunal Militar (STM) concedeu liberdade aos nove dos 12 militares que fuzilaram, no Rio de Janeiro, o carro do músico Evaldo dos Santos Rosa e do catador de materiais recicláveis Luciano Macedo.

    Os militares, que supostamente participaram da ação que envolveu a morte do músico e do catador respondem por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro.

    O carro do músico foi atingido por mais de 80 tiros, supostamente disparados pelos militares. Segundo o delegado responsável pelo caso, "tudo indica" que os militares confundiram o carro do músico com o de assaltantes.

    A tragédia aconteceu em Guadalupe, na Zona Norte do Rio de Janeiro, em 7 de abril.

    O STM decidiu libertar todos os integrantes do Exército que ainda estavam presos.

    Mais:

    Justiça autoriza transferência de Eduardo Cunha para cumprir pena no Rio de Janeiro
    Pescadores intrépidos fisgam tubarão de 180 kg em rio na Flórida (VÍDEO)
    Tesoureiros do partido de Bolsonaro têm sigilo quebrado no Rio
    Surto de chikungunya avança no estado do Rio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar