02:33 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    O ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

    'Não estabeleci nenhuma condição para assumir ministério', diz Moro sobre STF

    © AP Photo / Eraldo Peres
    Brasil
    URL curta
    524

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, respondeu o presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (13) e afirmou que não colocou qualquer condição quando aceitou o convite para integrar a equipe ministerial do presidente Jair Bolsonaro.

    "Ele foi eleito, fez o convite publicamente, fui até a casa dele no Rio de janeiro. Nós conversamos e nós, mais uma vez publicamente, eu não estabeleci nenhuma condição. Não vou receber convite para ser ministro e estabelecer condições sobre circunstâncias do futuro que não se pode controlar", afirmou o ministro, durante palestra no Congresso Nacional de Macrocriminalidade e Combate à Corrupção, em Curitiba (PR).

    Um dia antes, Bolsonaro disse ter assumido um compromisso com Moro para indicá-lo para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal).

    Juiz federal Sérgio Moro
    Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil/FotosPúblicas
    “Eu fiz um compromisso com ele, porque ele abriu mão de 22 anos de magistratura. Eu falei: ‘A primeira vaga que tiver lá [no STF], está à sua disposição’”, disse Bolsonaro, em entrevista à rádio Bandeirantes neste último domingo (12).

    Após o evento, o ministro da Justiça foi perguntado se havia negociado uma vaga no STF com o presidente da República e se a aceitaria.

    Moro se disse honrado, mas argumentou que "é algo que tem que ser discutido no futuro", pois não há vagas atualmente no Supremo – a próxima deve ser aberta em novembro do ano que vem, quando se aposentará, aos 75 anos, o decano da Corte, ministro Celso de Mello.

    "Quando surgir a vaga lá na frente o presidente vai avaliar se ele vai realizar o convite para mim. Se ele formular o convite aí eu vou avaliar se eu vou aceitar", disse.

    Tags:
    Supremo Tribunal Federal (STF), Sergio Moro, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar