06:54 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Militares do Exército fazem a segurança do Palácio do Planalto, do Palácio do Alvorada e do Palácio do Jaburu, em Brasília

    Governo confirma liberação de R$ 223 milhões para acolher refugiados venezuelanos

    © Foto : Valter Campanato/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    1615

    O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, revelou nesta terça-feira que 25 militares venezuelanos de baixa patente pediram asilo na embaixada brasileira em Caracas, na Venezuela, informou Agência Brasil.

    O porta-voz do Planalto afirmou que o presidente Jair Bolsonaro já autorizou a medida e que o país acolhe 70 desertores venezuelanos.

    O alto funcionário do governo também citou a Medida Provisória 880, publicada nesta terça-feira em edição extra do Diário Oficial da União. O documento abre crédito extraordinário para o Ministério da Defesa, no valor de R$ 223,853 milhões, com objetivo de prestar assistência emergencial e acolhimento humanitário de venezuelanos no Brasil. 

    Rêgo Barros descartou a possibilidade de uma intervenção brasileira na Venezuela, mas lamentou a falta de informações sobre a situação no país. 

    "Há, de fato, uma real dificuldade de identificar qual é a real situação hoje na Venezuela, que possa ser abertamente colocada em público", disse ele, citado pela Agência Brasil. No entanto, o funcionário citou a nota do governo brasileiro que convida outros países a apoiar o autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó.

    O porta-voz falou ainda sobre a próxima reunião do Grupo de Lima, agendada para a sexta-feira, na capital peruana, que será dedicada à crise na Venezuela. O grupo (Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Venezuela) reconhece Guaidó como líder do Executivo venezuelano.

    Mais:

    Bolsonaro diz que decisão sobre intervenção na Venezuela é só dele, mas acaba desmentido por Maia
    Venezuela: Trump ameaça Cuba com embargo total por apoio; Maduro preparou fuga, diz Pompeo
    Tentativa de golpe é um ato de terrorismo, diz ministro da Defesa da Venezuela
    Crise na Venezuela: opositor Leopoldo López pede asilo na embaixada do Chile em Caracas
    Turquia e Irã condenam tentativa de golpe na Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar