15:38 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    O presidente Jair Bolsonaro durante encontro com o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, no Palácio do Planalto.

    Bolsonaro reitera apoio a Guaidó: 'povo venezuelano é escravizado por um ditador'

    © Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    351214

    O presidente Jair Bolsonaro comentou a deterioração da crise política na Venezuela nesta terça-feira (30), reafirmando o apoio do Brasil à transição de poder no país e ao líder da oposição Juan Guaidó.

    O líder da oposição que se autoproclamou presidente da Venezuela, Juan Guaidó,  fez uma convocação nesta terça-feira (30) ao povo venezuelano e ao exército para saírem às ruas para completar a assim chamada "Operação Liberdade" para derrubar o presidente Nicolás Maduro.

    O presidente venezuelano, por sua vez, declarou que os principais comandantes militares estão ao seu lado e pediu "máxima mobilização popular para assegurar a vitória da paz". 

    Ao comentar a crise instaurada nesta quarta-feira, Jair Bolsonaro reiterou o apoio do Brasil à "transição democrática" e ao oposicionista Juan Guaidó.

    "O Brasil acompanha com bastante atenção a situação na Venezuela e reafirma o seu apoio na transição democrática que se processa no país vizinho. O Brasil está ao lado do povo da Venezuela, do presidente Juan Guaidó e da liberdade dos venezuelanos", publicou Jair Bolsonaro em seu Twitter. 

    ​O presidente brasileiro também reiterou as críticas ao presidente venezuelano, sem mencionar o seu nome, classificando-o como "ditador" e associando-o a partidos de esquerda brasileiros. 

    "O Brasil se solidariza com o sofrido povo venezuelano escravizado por um ditador apoiado pelo PT, PSOL e alinhados ideológicos. Apoiamos a liberdade desta nação irmã para que finalmente vivam uma verdadeira democracia", acrescentou. 

    O presidente Jair Bolsonaro convocou uma reunião de emergência representantes do Gabinete de Segurança Institucional, do Ministério da Defesa, do Ministério das Relações Exteriores, além do vice-presidente, no começo desta tarde para tratar da situação política na Venezuela. 

    Mais:

    Mourão diz que situação na Venezuela 'não tem mais volta'
    Ministro venezuelano acusa Colômbia de financiar golpe de Estado na Venezuela
    Quão silenciosa e cruel é guerra arquitetada pelos EUA contra Venezuela?
    Espanha afirma que 'não respalda nenhum golpe militar' na Venezuela
    Venezuela transfere US$ 337 milhões para bancos da Rússia
    Tags:
    crise, PSOL, PT, Nicolás Maduro, Juan Guaidó, Jair Bolsonaro, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar