20:12 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa após visita ao Ministério da Educação, 25 de abril de 2019

    Preocupação de Bolsonaro com amputação peniana causa confusão em brasileiros

    © Foto: Agência Brasil/Marcos Corrêa
    Brasil
    URL curta
    Pablo Rodrigues
    34181

    Saindo do MEC, Bolsonaro resolveu trazer à tona um "dado alarmante": amputação peniana no Brasil. A preocupação do presidente ecoou pelo Twitter, com comentários que expõem confusão de brasileiros pela falta de nexo com a temática educacional da visita.

    Na quinta-feira (25), após visita ao Ministério da Educação, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, concederam entrevista à imprensa.

    Além de criticar, em suas palavras, a "forte doutrinação ideológica" das escolas do Movimento Dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o presidente Jair Bolsonaro prometeu visitar o ministério uma vez por semana a partir de agora e trouxe um assunto à mesa que estaria mais ligado à saúde do que à educação: amputação peniana no Brasil.

    "Uma coisa muito importante, para complementar aqui o ministro. Dia a dia, né, a gente vai ficando velho e vai aprendendo as coisas. Tomei conhecimento uma vez que certos homens ao ir para o banheiro, eles só ocupavam o banheiro para fazer o número um no reservado", declarou o presidente, trazendo um "dado alarmante": mil amputações penianas por ano no Brasil "por falta de água e sabão", de acordo com informações do G1.

    Para o presidente, a situação brasileira de amputação peniana é realmente o "fundo do poço", sugerindo que algo deve ser feito para mostrar "o que eles têm que fazer, o que é bom para eles, é bom para o futuro deles, e evitar que se chegue nesse ponto ridículo, triste para nós, dessa quantidade de amputações que nós temos por ano".

    O "dado alarmante" expresso pelo presidente causou reação em brasileiros, que expuseram suas opiniões no Twitter.

    Enquanto o PIB desce e o desemprego sobe, Bolsonaro traz amputação peniana, escreve internauta.

    ​"Como não sabe nada de educação", fala sobre amputação, acredita outro internauta.

    ​Nem todo mundo recebeu o anúncio como "hora de dar risada", elogiando o presidente por ter viralizado o assunto na mídia e alertado muita gente para que se previna.

    ​Tem gente mais preocupada com o desemprego.

    ​De acordo com a jornalista Nayara Felizardo, a agenda do dia de Bolsonaro foi cumprida.

    ​Internauta acredita ser importantíssimo ter trazido o problema à tona.

    ​De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), citada pelo Hoje em Dia, cerca de mil amputações penianas são realizadas no Brasil por ano, levando em consideração casos de câncer peniano.

    Mais:

    MEC cria comissão para revisar questões do Enem 2019 e 'verificar pertinência'
    Carlos Bolsonaro bloqueia acesso de Jair Bolsonaro ao Twitter, diz revista
    Carlos Bolsonaro não reconhece ataque a Mourão: 'não estou reclamando do vice'
    Tags:
    amputação, pênis, MEC, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar