20:33 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    O vice-presidente Hamilton Mourão.

    Mourão diz que Olavo de Carvalho 'deve se limitar à função de astrólogo'

    © AP Photo / Andre Penner
    Brasil
    URL curta
    1142

    O vice-presidente Hamilton Mourão reagiu nesta segunda-feira (22) às duras críticas que o escritor Olavo de Carvalho, considerado como guru do governo Bolsonaro, publicou no fim de semana.

    Olavo de Carvalho publicou um vídeo no último fim de semana em que fez críticas aos militares do governo. Posteriormente, o canal do presidente Jair Bolsonaro publicou o vídeo, que também foi compartilhado pelo filho Carlos Bolsonaro. Horas depois, o registro foi deletado das redes sociais. 

    Mourão afirmou nesta segunda-feira (22) que Olavo de Carvalho em suas críticas demonstrou desconhecimento de como funcionam as escolas militares. 

    "Em relação ao Olavo de Carvalho, mostra o total desconhecimento dele de como funciona o ensino militar. Acho até bom a gente convidar ele para ir nas nossas escolas e conhecer. E acho que ele, Olavo de Carvalho, deve se limitar à função que ele desempenha bem, que é de astrólogo. Pode continuar a prever as coisas que ele é bom nisso", disse Mourão, citado pelo Estadão

    "Olavo de Carvalho perdeu o timing e não sabe o que está acontecendo no Brasil, até porque ele mora nos Estados Unidos. Ele não está apoiando o governo e não está sendo bom para o governo", acrescentou. 

    O vice-presidente ainda destacou que não conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre a polêmica envolvendo Olavo de Carvalho. "Até porque acho que ele prefere não dar maior repercussão ao que Olavo de Carvalho vem dizendo", completou. 

    Mais:

    Líder do PSL diz que Bolsonaro tem que 'dar um basta' em Olavo de Carvalho
    Bolsonaro condena ataques terroristas no Sri Lanka
    Bolsonaro compara invasão de terra a terrorismo
    Professor é demitido após ser filmado criticando Bolsonaro em aula
    Tags:
    astrólogo, governo, militares, Olavo de Carvalho, Antonio Hamilton Mourão, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar