21:37 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bombeiros da Força Naiconal do Brasil antes de viajar para Moçambique em missão de ajuda humanitária

    Brasil prorroga atuação da Força Nacional em ajuda humanitária em Moçambique

    © REUTERS / Washington Alves
    Brasil
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O governo brasileiro decidiu prorrogar até o dia 7 de maio a presença da Força Nacional de Segurança Pública em Moçambique, para onde foi enviada em missão humanitária devido ao desastre causado pelo ciclone Idai, que atingiu mais de 1,8 milhão de pessoas no país africano.

    Desde 1° de abril, bombeiros da FNSP atuam no país, trabalhando na restauração de hospitais, montagem de 60 barracas para desabrigados, demarcação de um assentamento para 573 famílias e ações de saúde.

    Além disso, para os próximos dias, a Força Nacional deve participar da reconstrução do telhado do Bloco Cirúrgico do Hospital Central da cidade da Beira e do programa de prevenção e combate à malária.

    Segundo o Ministério da Justiça, as vítimas do ciclone foram vacinadas contra a cólera e receberam 350 cestas básicas contendo alimentos, roupas para bebês, barracas de acampamento e sacos de dormir.

    O pedido de apoio humanitário foi feito diretamente pelo presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, ao presidente Jair Bolsonaro. A missão, por sua vez, é coordenada pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), no âmbito do Grupo de Trabalho Interministerial de Assistência Humanitária Internacional (GTI-AHI), formado por 15 órgãos da Administração Pública Federal.

    Mais:

    Número de mortos por ciclone em Moçambique chega a 501
    Após ciclone matar 493 pessoas, Moçambique registra 138 casos de cólera
    Bombeiros e Força Nacional que trabalharam em Brumadinho vão atuar em Moçambique
    Tags:
    ciclone, ajuda humanitária, ação, missão, Moçambique, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar