17:02 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante evento em Brasília em 9 de abril de 2019

    Bolsonaro: 'eu não quero e não tenho direito de intervir na Petrobras'

    © Foto/ Carolina Antunes/PR
    Brasil
    URL curta
    125
    Nos siga no

    O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, declarou nesta terça-feira (16) que o presidente Jair Bolsonaro disse que que "não quer e não poder" interferir nos preços do diesel estabelecidos pela Petrobras.

    Na semana passada, Bolsonaro orientou o presidente da Petrobras a conter um aumento no preço do diesel, medida que causou descontentamento em seu ministro da Economia, Paulo Guedes, e resultou em queda no preço das ações da companhia. A Petrobras chegou a perder R$ 32 bilhões em valor de mercado apenas na sexta-feira. 

    O presidente Jair Bolsonaro participou de uma reunião nesta terça-feira no Palácio do Planalto com alguns ministros, em que comentou a situação em torno da política de preços dos combustíveis.

    "Uma frase que o nosso presidente disse logo no início da reunião, ou seja: 'eu não quero e não tenho direito de intervir na Petrobras. Eu não quero e não posso intervir na Petrobras'", informou o o porta-voz, citando o presidente. 

    "Eu não quero, por questões de conceito dele, e eu não posso, por questões legais e até mesmo questões políticas", acrescentou Rêgo Barros.

    Mais:

    Governo diz que Petrobras não irá sofrer interferência política
    Com medo de greve de caminhoneiros, Bolsonaro pressiona e Petrobras não sobe o diesel
    Petrobras estuda participar de leilão de gás natural em Israel
    Petrobras vende refinaria de Pasadena por US$ 562 milhões
    Tags:
    diesel, combustível, preço, Petrobras, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar