10:00 10 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, faz sinal com as mãos depois de chegar à base militar de Forte Tiuna, em Caracas, Venezuela, 30 de janeiro de 2019

    Maduro rechaça 'ameaças de guerra e invasão' de Bolsonaro

    © AP Photo / Marcelo Garcia
    Brasil
    URL curta
    568313
    Nos siga no

    O presidente venezuelano Nicolás Maduro rechaçou as declarações do líder brasileiro sobre uma possível intervenção militar na Venezula e pediu aos militares brasileiros que enfrentem "a loucura de Bolsonaro".

    "A Venezuela rejeita de maneira absoluta as ameaças de guerra e invasão militar de Jair Bolsonaro contra o povo bolivariano nobre, pacífico e solidário", disse o presidente durante um evento em Caracas.

    O presidente venezuelano também declarou que Jair Bolsonaro é um "filhote de fascista" e "imitador de Hitler".

    Maduro pediu aos militares brasileiros que rejeitem as intenções do presidente Bolsonaro de invadir o país caribenho.

    "Faço um apelo ao povo do Brasil, convoco todos os setores democráticos e peço à força militar do Brasil para enfrentar a loucura de Jair Bolsonaro e sua ameaça de guerra contra a Venezuela", disse o presidente.

    Durante a semana, Jair Bolsonaro (PSL) teceu comentários sobre a atual crise na Venezuela, afirmando que, no caso de uma invasão militar contra Caracas, iria consultar o Congresso. A decisão final, no entanto, segundo o político, seria estritamente pessoal.

    Mais:

    Maduro assegura que venezuelanos não permitirão golpe de Estado dos EUA como em 2002
    Maduro ataca discurso de vice-presidente dos EUA no Conselho de Segurança da ONU
    Vice dos EUA quer que Mourão convença Rússia e China a deixarem de apoiar Maduro
    Maduro pede à comunidade mundial que exija que os EUA parem de agredir a Venezuela
    Tags:
    intervenção, invasão, Jair Bolsonaro, Nicolás Maduro, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar