18:38 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Vista aérea mostra ponte desmoronada causada por inundações provocadas pelo colapso de uma barragem perto de Brumadinho, Brasil, 25 de janeiro de 2019

    Vale: 17 barragens estão sem declaração de estabilidade válida

    © AP Photo / Bruno Correia/Nitro via AP
    Brasil
    URL curta
    319
    Nos siga no

    A Vale divulgou nesta segunda-feira informações atualizadas sobre as declarações de estabilidade necessárias para que cada barragem possa ser utilizada em suas operações, informou Agência Brasil.

    De acordo com a mineradora, foram renovadas as declarações de 80 estruturas que tinham validade até o dia 31 de março. Por outro lado, outras 17 não foram renovadas.

    A declaração de estabilidade é emitida por uma empresa auditora. A confiabilidade do documento, no entanto, está sendo questionada após a tragédia de Brumadinho (MG), ocorrida em 25 de janeiro.

    A estrutura possuía uma declaração válida, emitida pela empresa alemã Tüv Süd, em setembro de 2018, e assinada pelo engenheiro Makoto Namba. O engenheiro, entretanto, disse ter se sentido pressionado por um executivo da Vale para conceder o documento.

    Por isso, a Justiça mineira tem atendido diversos pedidos formulados em ações movidas pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para paralisar outras barragens e exigir a contratação de novas auditorias externas para verificar a segurança das estruturas. 

    A própria Vale, em alguns casos, se antecipou e interrompeu as operações.

    De acordo com as informações divulgadas pela Vale, entre as 17 barragens que não tiveram a declaração de estabilidade renovada, estão sete que tiveram recente elevação no nível de segurança para 2, levando ao acionamento de sirenes e gerando a necessidade de evacuação de casas situadas na área que poderia ser alagada em menos de 30 minutos ou que a uma distância de menos de 10 quilômetros.

    Muitas pessoas foram evacuadas nas cidades de Nova Lima, Ouro Preto e Barão de Cocais. Quatro barragens já sofreram o aumento do alerta de segurança para nível 3, o último na escala, o que acontece quando há risco iminente de ruptura. Assim, as populações nessas áreas estão sendo treinadas pela Defesa Civil de Minas Gerais para responder com propriedade, no caso de inundação.

    Das 17 barragens que não tiveram suas declarações de estabilidade renovadas, há 10 que ainda não haviam passado por nenhuma alteração recente no nível de segurança. A Vale informou que elas foram interditadas e passarão agora para nível 1, que não requer evacuação. A retomada das operações nas estruturas está condicionada à realização de estudos complementares e à conclusão de obras de reforço que já estão em andamento, informou Agência Brasil.

    Mais:

    Sirenes disparam em barragem da Vale em Minas Gerais após elevação do nível de risco
    Brumadinho: o que fez da gigante mineradora Vale uma bomba relógio?
    Vale remove moradores de suas casas em Ouro Preto e Nova Lima
    170 moradores de Nova Lima são evacuados por instabilidade em barragem da Vale
    8 funcionários da Vale são presos durante operação do Ministério Público de MG
    CEO da Vale diz que empresa é 'joia brasileira' e não pode ser condenada por Brumadinho
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar