05:20 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Machete

    Turista israelense é atacado com um facão por funcionário em hotel de Morro de São Paulo

    CC BY 2.0
    Brasil
    URL curta
    633
    Nos siga no

    Um homem israelense na cidade brasileira de Morro de São Paulo sofreu ferimentos graves após ser atacado por um funcionário do hotel com um facão na semana passada.

    A cidade, que fica na ponta nordeste da ilha de Tinharé, no Brasil, é um destino turístico popular para jovens israelenses, segundo o Yisrael Hayom. Segundo a vítima, cujo nome não foi revelado pela agência de notícias, ele estava urinando em um canto do hotel quando foi repentinamente atingido no rosto por uma cadeira.

    "Eu estava no passeio e comprei comida. Não há banheiros nas proximidades, então eu encontrei um canto tranquilo que não está ligado ao hotel, apenas um canto tranquilo com grama, para fazer o meu negócio. De repente, um trabalhador em um hotel próximo correu até mim com uma cadeira, e me bateu no rosto com a cadeira e cortou meu lábio. Eu não sabia o que fazer. Eu me defendi. Quando consegui neutralizá-lo, pedi a ele para parar e perguntei: "O que há de errado?", disse a vítima à agência de notícias.

    No entanto, o funcionário do hotel não respondeu e, em vez disso, juntou-se a outros dois moradores locais, que continuaram a bater no turista.

    "Eu consegui fugir deles e fui para uma área próxima onde havia israelenses. Eu os chamei e disse a eles que os locais me batiam. Eles viram que eu estava todo ensanguentado e me acompanharam", acrescentou a vítima.

    Quando o viajante israelense retornou à área do hotel onde seus amigos estavam esperando por ele, o funcionário do hotel que o atacara estava lá também.

    "Eu não podia realmente vê-lo. Eu vi semelhanças, mas então percebi que era ele. Em segundos houve outra luta. Os israelenses estavam atrás de mim, e ouvi um deles gritando: 'Cuidado! Ele tem um facão!', Eu não tive tempo de reagir. Ele me cortou muito, arrancando toda a minha carne, e eu estava encharcado de sangue", continua o israelense.

    Quando o funcionário do hotel percebeu que havia ferido o turista, ele fugiu do local do ataque. O turista tentou obter tratamento em uma clínica de saúde local, mas devido a gravidade da lesão, foi encaminhado a um hospital.

    "Chegamos a uma clínica de saúde local, mas eles não puderam cuidar de mim e me mandaram para o hospital. Por muitas horas eu tive apenas bandagem amadora e levou seis horas para conseguir atendimento. Ainda estou aqui no Brasil, descansando e me sentindo um pouco melhor. Foi um milagre que não perdi a mão. Devo enfatizar que também houve moradores que me ajudaram a receber tratamento médico”.

    De acordo com Yisrael Hayom, o trabalhador do hotel foi preso após o incidente, mas foi libertado pouco tempo depois. Não está claro se ele sofreu alguma acusação. Não está claro o que teria motivado a agressão.

    Tags:
    Yisrael Hayom, Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar