22:50 24 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Homenagem aos mortos do incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu

    Prefeitura diz que tinha pedido interdição do CT do Flamengo em 2017

    Tomaz Silva / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    101

    A prefeitura do Rio informou nesta sexta-feira (8) que emitiu um edital de interdição do Centro de Treinamento (CT) do Flamengo no dia 20 de outubro de 2017.

    Na madrugada desta sexta-feira, dez atletas das categorias de base do time morreram em um incêndio no CT. O município informou também que, por não possuir alvará de funcionamento, a Secretaria de Fazenda lavrou quase 30 autos de infração contra o Clube de Regatas do Flamengo em pouco mais de um ano.

    O Centro de Treinamento do Vasco da Gama e do Fluminense Futebol Clube também funcionam sem alvará de licenciamento para edificações, segundo a prefeitura.
    Segundo a nota da prefeitura, o Centro de Treinamento George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, tem a atual licença com validade até o dia 30 de março deste ano.

    A área de alojamento dos atletas das categorias de base, distribuída em seis contêineres, totalmente destruídos pelo incêndio, "não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, em 5 de abril de 2018, como edificada". 

    A prefeitura explica que, em nenhum pedido feito pelo Flamengo, existe a presença de um alojamento na área. No projeto protocolado na Secretaria de Urbanismo, "a área está descrita como um estacionamento de veículos e não como um alojamento de atletas de base do clube".

    A nota esclarece que não há registros de novo pedido de licenciamento da área para uso de dormitórios e que na área de alvará de funcionamento há registro de pedido de setembro de 2017. A consulta prévia foi deferida pela prefeitura, mas exigidos, conforme determina a legislação, os documentos necessários para a obtenção do alvará de funcionamento, "mas o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros não foi apresentado, portanto, o alvará não foi concedido".

    A prefeitura diz ainda que "diante de tudo acima listado, o município vai determinar a abertura de um processo de investigação para apurar as responsabilidades no caso do incêndio ocorrido hoje".

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar