17:04 22 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Homenagem aos mortos do incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu

    'Maior tragédia da história do clube', diz presidente do Flamengo sobre incêndio

    Tomaz Silva / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    140

    O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, se pronunciou na tarde desta sexta-feira (8) sobre a tragédia que atingiu o Centro de Treinamento do clube nesta madrugada. Incêndio no CT deixou 10 mortos, todos entre 14 e 17 anos.

    Landim afirmou que o incêndio foi a maior tragédia que o clube já passou nos últimos 123 anos. 

    "Estamos todos consternados. Essa é, certamente, a maior tragédia que esse clube já passou. Mais importante, agora, é que a gente se dedique a tentar minimizar o sofrimento e dor dessas famílias, que certamente estão sofrendo muito. O Flamengo está cuidando disso e não vai poupar esforços", afirmou. 

    "O Flamengo também está colaborando com as autoridades para que as causas dessa tragédia possam ser apuradas. Ninguém mais do que a gente tem interesse em que isso ocorra. Dizer que todos nós do clube estamos de luto. É uma tristeza enorme que estamos sentindo", completou. 

    O local que abrigava o dormitório tinha autorização para servir apenas como estacionamento, indica nota da Prefeitura do Rio de Janeiro.

    Os meninos que foram vítimas da tragédia dormiam quando aconteceu o incêndio durante a madrugada. 8 das 10 vítimas já foram identificadas.

    A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) decidiu adiar a partida entre Flamengo e Fluminense que aconteceria amanhã às 19h no Maracanã pelo Campeonato Carioca, declarando que não há clima para a realização da partida após a tragédia. 

    Mais:

    FlaXFlu é cancelado após tragédia que deixou 10 mortos no CT do Flamengo
    8 mortos da tragédia no Flamengo são identificados
    Incêndio abala Centro de Treinamento do Flamengo no Rio; há 10 mortos (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    tragédia, incêndio, Flamengo, Rodolfo Landim, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar