12:19 19 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), vota no Rio de Janeiro junto ao seu filho Flávio, em 7 de outubro de 2018

    Hospital descarta complicações cirúrgicas em Bolsonaro

    © AP Photo / Silvia Izquierdo
    Brasil
    URL curta
    442
    Nos siga no

    O boletim médico divulgado na tarde deste domingo pelo Hospital Israelita Albert Einstein informou que uma tomografia realizada também no domingo descartou complicações cirúrgicas em Jair Bolsonaro.

    Segundo o documento, o presidente continua apresentando evolução clínica estável, permanece sem dor e sem infecção.

    "[O presidente] foi submetido à tomografia de abdome que descartou complicações cirúrgicas. Encontra-se com sonda nasogástrica aberta [para retirada de acúmulo de líquido no estômago], em jejum oral e nutrição parenteral [por via venosa] exclusiva. Realiza fisioterapia respiratória e motora no quarto e segue com as medidas de prevenção de trombose venosa", informou o documento, citado pela Agência Brasil.

    A assessoria de comunicação da Presidência confirmou que Bolsonaro não está mais apresentando quadro de náusea e vômitos, como ocorreu na tarde de sábado. De acordo com os assessores, o resultado do exame de tomografia foi "tranquilizador".

    Por ordem médica, o presidente continua com restrição para receber visitas. Na manhã de hoje ele estava acompanhado da esposa, Michelle Bolsonaro, e do filho Carlos Bolsonaro, informou Agência Brasil.

    Mais:

    Ex-assessor de Trump escolhe filho de Bolsonaro como líder de movimento mundial de direita
    1º mês de vaivém: Bolsonaro coleciona recuos e desistências em declarações e nomeações
    Bolsonaro deixa a UTI após cirurgia e passará a despachar de dentro do hospital
    Planalto: Bolsonaro deverá ter alta médica em 10 dias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar